domingo, 27 de dezembro de 2009


-
2010 É O ANO
-
Estou feliz, em paz, e em férias em Florianópolis. Depois volto ao Guarujá mais uma semana pra ficar com minha família.
-
O Natal foi um dos mais felizes da minha vida.

-
Família
Amigos
Presentes
Bebida.
-
Saudades da minha família.
-
Só percebemos o quanto amamos alguém quando temos de nos despedir, e eu chorei com cada abraço e beijo que ganhei antes de vir para cá.
-
Amo minha família.
Amo minha vida, a vida que eu escolhi para mim. Com os amigos e a namorada que eu escolhi para mim. Com tudo de melhor, sempre!
-
FELIZ 2010!
Obrigado.
-
=)
=)=)
DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009


"EU" INTERIOR

A mágica e misteriosa viagem pela mente dela:
"Vivendo a princesa a espera do príncipe
Que atravessa a cavalo um deserto
Em busca dela"

Como desenhos de Walt Disney
Como pinturas em tela
Cinema em casa
E alguém na janela

Janela secreta essa que nos leva a imaginação
Imaginação que foge da realidade
Realidade inverídica que leva a ilusão
Ilusão de ótica que deturpa, confunde a imaginação

Sonhos que nos levam à felicidade
Sonhos que nos levam à verdade
Mentira!
Quando põe os pés na realidade mexe novamente na ferida

Ferida aberta que nunca cicatriza
Não é tratada de forma adequada
Socorre-se na fuga
Na imaginação como a Bela Adormecida

Adormecidos que nunca acordam
Adormecidos que não vivem a vida
Vida real! (Ah, Vida Real)
Vida realmente vivida

Sentida!
No sentido de mão única
Sem olhar para trás
Sem lamentar a flecha perdida

Lançada com esperança
Na busca por mudança
Acabando com o passado
Do "EU" interior.

DANIEL BEDOTTI SERRA

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009


AÍ, MEU DEUS!

É tão difícil dar a outra face pra bater. Deixar que alguém bata sem ao menos reagir. Até porque uma das minhas faces já está muito machucada. Vermelha! Não aguento mais! E nem por isso vou dar a outra, assim, de graça. Não. E você ainda me pede paciência?! Mais? Não, meu querido. Com todo o respeito, eu devo lhe dizer que às vezes é necessário revidar. E de preferência, com as mesmas armas que usam contra a gente. Afinal de contas, eu sou humano, né?! rsrs E humano erra pra caralho, Jesus! Vocês (Deus e Jesus) sabem bem disso.

E não é que esse tal de Demônio existe mesmo?! Poxa, por muitos e muitos anos eu duvidei disso. Ele existe sim, e está dentro de nós mesmos. Seja Preto, Branco, Vermelho, Amarelo, Azul ou Roxo. Pode ser o que for. Ele pode estar ali também. Em qualquer lugar.

Eu acredito em você Deus, mas gosto de soltar o Demônio que existe dentro de mim às vezes rsrs Me perdoe por isso, é mais poesia do que qualquer coisa real, mas também não deixa de ser verdade. Muitos achavam que era mais Rock N´ Roll do que qualquer outra coisa, mas pode ser Textos, Música e Poesia também. Está em todo lugar.

OBS: POSTAGEM SOPRADA PELO DEMÔNIO QUE EXISTE DENTRO DE MIM.

DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009


NÓS NOS TORNAMOS...

Nós nos tornamos "jornalistas" por estarmos cansados de ler as mesmas matérias sensacionalistas porcarias que publicam por aí. Passamos a publicar as nossas.

Nós nos tornamos "músicos - cantores e compositores" por estarmos cansados de ouvir aquele mesmo lixo comercial dos últimos anos. Passamos a compor o que queremos ouvir.

Nós nos tornamos "poetas" por não acreditarmos na poesia que simplesmente não existe mais. Poesia é vida. Deixamos de viver. Cria-se vida então.

Nós nos tornamos "humanos" quando percebemos e corremos atrás do que realmente nos faz bem. Do que realmente faz amadurecer e faz evoluir o nosso espírito.

Nós nos tornamos "políticos" quando nossos olhos não suportam mais ver tanta corrupção. Quando nossos políticos não prestam mais. Falta de caráter não tem conserto.

Nós temos de nos tornar tantas coisas nessa vida.
-
Jornalistas
Músicos - Cantores e Compositores
Poetas
Humanos
Políticos
-
DANIEL BEDOTTI SERRA

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009


DESUIT NO DIMINUTA BAR (13 DE DEZEMBRO DE 2009)
-
Logo às 10:30 da manhã de ontem, estávamos os 4 na porta do bar esperando abrí-lo, para montar nossas aparelhagens, instrumentos e preparar o show.
-
Montamos, passamos o som, e fomos embora para voltar ao bar por volta das 15:30.
-
Confesso que estava nervoso como não ficava desde a primeira vez que subi em um palco em 1991 na audição de final de ano dos alunos do meu professor. Errei tudo aquele dia, e estava com medo.
-
-
O show começou por volta das 17:40 e realmente foi muito bom. Fiquei surpreso com a recepção dos velhos amigos que sempre nos acompanham e das pessoas que ali estavam.
-
O bar lotou.
Isso porque a chuva e o tempo ruim atrapalhou um pouco. Pelo menos eu senti falta de umas 15 outras pessoas que confirmaram presença mas não puderam comparecer.
-
No final deu tudo certo. Não havia motivo para tanta insegurança, pois eu faço isso há tantos anos. Mas a tal da insegurança sempre nos procura, né?
-
Foi muito melhor do que o esperado, por todos, e não apenas para a banda. E a verdade é que merecemos isso, pois quem nos conhece sabe que essa banda sobreviveu a diversos problemas esse ano, principalmente a desistência de membros.
-
Mas a vida sabe o que faz, e sozinha, sem precisarmos sujar as mãos, as peças foram sendo trocadas, sem a interferência de qualquer um dos membros que ali estão hoje. E eu estou feliz pela banda que tenho hoje. Do jeito que eu gosto. Tocando o que eu realmente gosto e que entendo ter valor.
-
-
REPERTÓRIO
-
01 - N.I.B. (BLACK SABBATH)
02 - ATÉ QUANDO ESPERAR? (PLEBE RUDE)
03 - I BELIEVE IN A THING CALLED LOVE (DARKNESS)
04 - ROCKING IN THE FREE WORLD (NEIL YOUNG)
05 - JUMPING JACK FLASH (ROLLING STONES)
06 - NO MATTER WHAT (BAD FINGER)
07 - I USED TO LOVE HER (GUNS AND ROSES)
08 - LOVE ME TWO TIMES (THE DOORS)
09 - DIVERSÃO (TITÃS)
10 - NÃO PARE NA PISTA (RAUL SEIXAS)
11 - HIGHER GROUND (RED HOT CHILI PEPPERS)
12 - COMMUNICATION BREAKDOWN (LED ZEPPELIN)
13 - HELTER SKELTER (THE BEATLES)
14 - WHOLE LOTTA LOVE (LED ZEPPELIN)
-
DANIEL BEDOTTI SERRA

sábado, 12 de dezembro de 2009


KEEP ON ROCKING IN THE FREE WORLD...
-
"No final das contas sempre prevalece a arte que existe dentro de você."

Minha banda, DESUIT, vai tocar esse domingo a partir das 15:30 horas, no DIMINUTA BAR, no bairro do Ipiranga, na Rua Almirante Lobo, número 622, São Paulo - Capital.

Entrada: 4 reais.

Para quem gosta de Bad Finger, The Doors, Guns N´ Roses, Neil Young, The Darknees, Titãs, The Beatles, Rolling Stones, Led Zeppelin, Black Sabbath e outros... pode ser uma boa opção para o próximo domingo (amanhã).
-
Hasta la vista, baby!
-
DANIEL BEDOTTI SERRA

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009


AVENIDAS AZEDAS

Sorrir para as desgraças
Encarar com desapego
No aconchego do seu cheiro
No olhar da sua graça

No som da minha guitarra
Descarrego minhas lamúrias
Não são poucas, são muitas
Mas a tristeza não me amarra

Medo, para o quê te quero?
Para o quê te volto o meu olhar?
Para o quê, contigo, perco o meu tempo?
Se escrevo sozinho o meu próprio caminhar?

Nas avenidas azedas da solidão
Tive de te deixar
Para seguir a minha estória
Sem medo de apanhar

Perdi o medo de perder
Perdi o medo de amar
Perdi o medo de sentir
O vento me levar

Que mal podes me fazer
Se eu nem olhar o seu olhar?
Que mal posso sentir
Se nem quero te encostar?

Não se combate o mal com o mal
Muito menos com um triste revidar
Quem aqui nasceu sabendo
Para poder alguém julgar?

Adversidades que surgem para ensinar
Desgarrar das coisas antigas
Seguir em frente
E voltar ao devido lugar

DANIEL BEDOTTI SERRA

terça-feira, 8 de dezembro de 2009


segunda-feira, 7 de dezembro de 2009


SABE...? UMA POSTAGEM INFELIZ!

Sabe quando o tempo muda tudo, e não somos mais os mesmos de antigamente?
Sabe quando temos que deixar alguém que gostamos demais para trás, por incompatibilidade musical, emocional ou profissional?
Sabe quando você poderia simplesmente fingir que tudo está bem, mas às vezes a vida pede pra você tomar decisões?
Sabe quando você sabe que tem de fazer algo, mas também sabe que a consequência vai ser a tristeza, e talvez ninguém saia ganhando com isso?
Sabe quando não se tem mais tempo a perder?

Pois é!!

Foi isso que fiz, e fiquei triste por deixar pessoas que gosto para trás. Dói. Mas quando há incompatibilidade nada temos a fazer. Pra que adiar? Pra que fingir? Não é melhor ser honesto? Ou é melhor jogar o jogo da mentira? Eu cansei disso, porra!!

É melhor doer agora e ser honesto comigo e com todos.
Vou sair daqui e ouvir Sad Song.

DANIEL BEDOTTI SERRA

domingo, 6 de dezembro de 2009


CONSTRANGEDORA E INJUSTA!

Era apenas mais um dia de diversão, mas na saída do bar, ao entrar no carro, um sujeito anuncia sua má intenção, e transtornado ele reage. Um tiro no escuro, um grito longe da multidão e o som de passos largos que diminuem a cada nova passada. Passou!

A camiseta que era branca virou vermelha.
O rosto que estava divertido agora estava em pânico.
O corpo que era forte estava encostado no carro sem forças.
Medo!
Muito medo de morrer.
E antes mesmo de amanhacer ele já não existia mais.

Seus sonhos foram deixados de lado por outrem que decidiu seu destino. Injusto! Injusta é essa vida.

A namorada que era plano de casamento deixou de ser.
O afilhado que iria ver no domingo seguinte ficou esperando.
Os pais que morreriam primeiro estavam um filho enterrando.

Está errado!
Fora de ordem!
Fora de controle!

A morte é constrangedora.
Onde já se viu desabar no meio da rua, sem ação alguma, com o sangue escorrendo pelo corpo e pelo chão, com desconhecidos olhando como se um indigente fosse.

A morte é constrangedora e injusta.

DANIEL BEDOTTI SERRA

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009


O RÁPIDO MOVIMENTO DOS OLHOS

Preste atenção!!
Olhos atentos a todo momento.
Capitão Marvel vai te pegar.

Eu gostaria que minha vida fosse eternamente a música "The Sidewinder Sleeps Tonite".

Simplesmente MARAVILHOSA!

DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009


SEDE

Olhar distante
Pois já não penso apenas no presente
É pouco!
Não sou mais tão inocente
Indecente!
Quero pouca água
E mais sede
Quero pouca água
E mais sede
Mais sede...
Mais sede...

Desistindo das pessoas
Mas nunca de um sonho

Desistindo de quem não acredita em você
Mas nunca de um sonho

Eu tenho pernas
Para ir onde eu quiser
E não para onde querem me levar

Quero pouca água
E muito mais sede
Mais sede...
Mais sede...
-
Há um copo de água ali em frente!
-
DANIEL BEDOTTI SERRA

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

REPOSTAGEM...


AMÁVEL LYLA

Lyla, o que te levas a receber minhas migalhas por uma noite de amor?
Tão bonita e tão ardente, poderia conquistar tudo se tivesse valor.
Olhando seus olhos vejo que tens vontade de sentir um pouco de dor.
Você se machuca pra sentir-se viva nesse mundo de horror.

Ontem, me entreguei nos seus braços pagando por seu preço estipulado.
Hoje, te procurei mais uma vez, mas fiquei com medo de ficar apaixonado.
Minha hora acabava, mas não era como se o tempo eu tivesse matado.
Eu ficaria muito mais, te acariciando, enquanto você dormi, ao seu lado.

Quando você entra, simplesmente eu saio de mim.
Esperando que aquele momento nunca tenha um fim.
Nas minhas veias você corre me viciando para eu não fugir.
Em mais um dia da minha vida que não foi feliz.

Lyla, porque nos teus olhos eu não vejo expressão?
Não seria justo você ganhar a vida em troca da minha diversão.
Por fora você parece uma sereia, mas por dentro sua alma está em pedaços.
Junte os cacos da sua vida, não a deixe em retalhos.

Comigo você não deve se preocupar.
Tenho uma vida toda pela frente, eu vou encontrar o meu lugar.
Preciso apenas de um tempo pra minha vida eu reorganizar.
Nos seus braços eu encontrei refugo, mas sem eles eu volto a me levantar.

O seu príncipe chegará, não perca tempo se divertindo com sapos.
Ele chegará a cavalo e enfrentará diversos obstáculos.
Apronte-se para uma nova fase da sua vida, vá tapando seus buracos
E assim você poderá fugir com ele para uma ilha, com água, cocô, areia e passaros.

De todas minhas "musas" você foi a melhor.
De todas minhas amantes você foi a maior.
De todos meus desejos você foi um dos poucos que realizei.
De todo o meu tempo, com muito prazer com você eu desperdicei.

Adeus, minha amável lyla.
De mulher da vida, será a mulher de um único cara.
Infelizmente, não tenho fotos suas pra colocar na estante da minha sala.
Mas minha memória é grande e nela você ficará sempre armazenada.

DANIEL BEDOTTI SERRA
20/02/2007

domingo, 29 de novembro de 2009


1970

Depois de uma pausa, as diferenças amenizadas, a banda finalmente resolve fazer uma turnê desde 1966 sem subir aos palcos. Com Billy Preston nos teclados, os Beatles sobem ao palco. E o repertório é este abaixo:
-
01 - Come Together
02 - Get Back
03 - Don´t Let me Down
04 - I´ve Got a Feeling
05 - While my Guitar Gently Weeps
06 - Dig a Pony
07 - Octopus Garden
08 - Back in The USSR
09 - Taxman
10 - One After 909
11 - The Long and Winding Road
12 - If I Needed Someone
13 - Birthday
14 - Revolution
15 - Yer Blues
16 - Helter Skelter
17 - Something
18 - Let It Be
19 - Hey Jude

Não custa usar a imaginação, né?! Não custa sonhar.
O sonho não acabou!

DANIEL BEDOTTI SERRA

sexta-feira, 27 de novembro de 2009


O OLHAR SEGUINTE

Eu vou priorizar o olhar bonito e sereno que sai do seu rosto aceso e cheio de vontade de seguir comigo, criando planos enquanto a vida acontece, alterando rotas, alterando o destino. E quando alguém dizer que não fomos feitos um para o outro, entrou por um e saiu pelo outro ouvido.

Eu vou torcer para que nada dê errado, nem para mim, nem para o coração machucado, que por vezes tenta me ferir. Jamais! Eu dou amor! E colho amor! Mas não abro mais mão de mim.

Eu vou continuar fazendo as coisas na minha vida com todo o esforço do batalhador, plantando raízes e colhendo morangos pelos campos. PARA SEMPRE!

DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 25 de novembro de 2009


VIVENDO O SONHO

Desde pequeno tive grandes sonhos e juro que tentei concretizar todos eles, sempre com a maior força e vontade, mas, infelizmente, alguns desses sonhos dependiam de outras pessoas, e é aí que minha postagem começa:

Eu abri mão por amor;
Eu abri mão por amizade;
Eu abri mão por caridade;
Eu abri mão por sociedade;
Eu me fodi!

E cansei!

Hoje eu estou na frente de tudo. Na frente da minha vida. Dirigindo o meu navio. Eu encontrei o tom da vida. Estou sintonizado. Em harmonia. Em paz com minha vida e minhas escolhas. E não vou mais abrir mão da minha opinião, nem da minha vontade, pois quando se deposita nossa vida na mão de outrem deixamos de viver nosso sonho pra viver o sonho de outrem, e eu vou viver o meu. E que me siga quem comigo estiver.

Vamos ao topo?

Eu nunca me incomodei de dividir liderança, mas nunca mais deixarei de exercer a que existe por instinto e por natureza dentro de mim.

Vamos?

DANIEL BEDOTTI SERRA

segunda-feira, 23 de novembro de 2009


IMAGINÁRIO

É muito cedo
Mas eu já ando viciado
Balançando e enjoando
Caindo pelos lados

Os lados certos das vidas escravas
Lado a lado
Sempre! Sem sacrifício
Sem espasmos

Tentando correr
Quando nem se sabe andar
Tropeço atrás de tropeço
Naturalizar

Maturidade endiabrada
Que surge com o tempo
Ninguém sabe nada
Ninguém sabe nada
Ninguém sabe nada
Ninguém sabe nada

É fácil decorar
Não é preciso entender
É melhor alienar
Do que tão cedo evanescer

Acordar!
Me acorde também
Do sonho da vida real
Para o sonho da vida banal

Eu me entendo desentendendo
Eu me sustento de forma insustentável
Eu choro de forma lamentável
Eu sou um ator

Nadando contra a maré do ditado popular
Nacionalista
Conservador
Imaginário

DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 18 de novembro de 2009


PROCURANDO UM NOME PARA A BANDA...

Filhos Indecentes
Cidadão Polifônico
Canalhas Bastardos
Santidade Disfarçada
Desuit
Direito de Impacto
Mau Intencionados
Destro Impacto
Nocivos
-
Sugestões?!
Tínhamos mais alguns nomes em vista mas quando procurei no google já existiam bandas com os nomes. Esses ainda não têm dono.
-
Mais um ótimo ensaio hoje e tudo está amadurecendo.
O show está próximo.
-
Ansiedade!
-
DANIEL BEDOTTI SERRA

terça-feira, 17 de novembro de 2009


A INSEGURANÇA MORREU

O sol que ilumina a minha direção não me cega, pelo contrário, me orienta, e assim eu vou subindo e subindo e subindo... Vou caminhando e cantando e seguindo a canção, como já dizia Geraldo.

Hoje as flores tem realmente cara e cheiro de flores, e o mar é cada vez mais fresco, enquanto o vento também ajuda na orientação do sol, e a paz segue em minha vida pacificamente, como há tempos não se via.

Eu sabia desde o começo. Nunca andei em círculos. Eu sempre soube o que queria e onde queria chegar. E agora que cheguei, como me manter? Como subir mais?

Me pergunto: "Onde isso vai dar?"
Respondo: "Não sei!"
Me pergunto: "Será que vou cair?"
Afirmação: "Pois quando se sobe é inevitável o tombo"
Respondo: "Foda-se! Não tenho mais medo de viver!"

A insegurança morreu!

DANIEL BEDOTTI SERRA

domingo, 15 de novembro de 2009



A VOLTA... DOS QUE NUNCA PENSARAM EM IR

Depois de um ano batalhando, superando obstáculos e faltas inesperadas, agendas lotadas e falta de tempo habitual, ESTAMOS DE VOLTA!

Não temos um nome ainda, mas estamos com várias opções e precisamos decidir rapidamente pois um show foi marcado, em São Paulo, de onde somos, nas margens do Ipiranga, bairro onde fizemos nossa vida, nossa estória, no dia 13 de dezembro de 2009, no Diminuta Bar (Ex-Saporra Bar).

Era exatamente o que eu queria, um show bem ao final do ano pra começar 2010 com força total, e em um bar querido pela banda e pelos amigos.
-
Somos em 4 integrantes:
- Daniel Bedotti
- Vitché
- Luís Oliani
- Vítor Vilasanchez

Não pretendo aqui deixar dados do show porque ainda não estamos completos, e com tudo o que necessitamos, mas apenas deixar uma letra que, provavelmente, será a primeira música do show. É nossa!


E AGORA JESUS?

E agora Jesus,
Será que sua pele vai sangrar de novo?
Porque agora essa gente é bem pior que o seu povo.
E agora a arma que era de madeira é de fogo.

E agora Jesus,
Como já dizem: "Se vier que venha armado"
Por que o povo está sofrendo todo mundo revoltado.
E eu quero ver se tem coragem de pisar aqui de novo.

E agora Jesus,
Eu não aguento andar nas ruas e ver crianças pedindo
Alguma coisa pra comer como um mendigo
E é bom tomar cuidado se voltar porque tem prédio caindo

E agora Jesus,
O tempo todo "eles" olham para o lado
E estão pouco se fudendo para o pobre que é um coitado
E o artigo 317 está rolando adoidado

E agora Jesus,
O que dizer para as crianças? Que a luz apagou?
O que tentar dizer para as pessoas? Que o vírus matou?
Como explicar pra todo mundo que o fim do mundo chegou?
-
E agora Jesus,
Estamos vivendo nessa merda de sistema falido
Muita gente está furtando pra comer de domingo
Mas desde quando furto é crime neste país de bandidos?

DANIEL BEDOTTI SERRA / LUÍS FERNANDO OLIANI

quinta-feira, 12 de novembro de 2009


DESGASTE INTELECTUAL

Mais um momento diário!

Hoje, sem almoçar, entrei em uma audiência às 14:00 horas que só foi acabar às 19:15 horas. Sempre problemas familiares. Quando o amor acaba o desfecho é uma desgraça.

Cansativa!
Desgastante!
Stressante!

Parece até que é pior quando cansamos a mente do que quando cansamos o corpo. Acho que o corpo se recupera mais rápido.

Não fiz nada desde a hora que cheguei, a não ser jantar pelo almoço e pela janta, e assistir o filme "O Exterminador do Futuro: A salvação".

No filme toca um trecho da música You Could Be Mine do Guns N´Roses, trilha do segundo Exterminador. Época em que o protagonista principal, Arnold Schwarzenegger, não precisava de ajuda de "máquinas", computadores, para aparecer no filme.

Se nem o Exterminador do Futuro é de ferro, imagina eu?!

Vou dormir.

DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 11 de novembro de 2009


PARA SETE PONTA

No momento mais pesado do meu sono, começaram muitos conflitos, e quase sempre a culpa era despejada sobre mim. No total, 4 (quatro) conflitos, pelo que me lembro.

Cansado disso tudo e também chateado pelas razões já expostas, surge um menino, aparentando uns 20 anos de idade, me chamando:

- Ei, entra aqui comigo.

Me chamando para entrar em uma casa.

Eu nada falei, apenas, para sair daquelas situações, entrei na casa que ele pediu.

Era um portão branco meio enferrujado, ao redor da garagem pequena havia muitas plantas me cegando ao certo quanto ao que tinha ali.

Saimos da garagem e começamos a subir uma escada em forma de caracol. Ao subir a escada eu via velas vermelhas acesas e crucifixos, além de outras coisas que não consigo me lembrar. Ao passar por isso tudo o menino fazia alguns sinais a essas coisas. Parecia um ritual, e eu seguia calado, apenas observando tudo aquilo.

No meio do caminho o menino me disse que iríamos evocar 15.000 mil espíritos de crianças, e por incrível que pareça eu não senti medo algum, apenas continuei subindo as escadas vendo todas aquelas coisas e observando aquele ritual.

Quando estávamos chegando ao final da escada, que não dava em lugar algum, o menino disse:

- Olhe para cima!

E quando eu olhei apareceram diversos espíritos de crianças, a maioria estavam com a aparência bem sofrida, aparentando um estado de pós-morte e, aquilo sim, me assustou, fazendo com que eu acordasse na mesma hora.

O significado disso tudo talvez eu nunca conte aqui.

DANIEL BEDOTTI SERRA

terça-feira, 10 de novembro de 2009

MAIS SELOS...



O selo acima eu ganhei do Márcio Vandré do blog http://www.contraotedio.blogspot.com/. Obrigado mais uma vez.
-
E o selo abaixo eu ganhei da Luna Cortez do blog http://www.entrenaminhadança.blogspot.com/. Obrigado novamente.



Regras:
-
1) Cumprir as regras
2) Levar o selo consigo, dizendo que está ou estará participando da brincadeira
3) Completar as cinco seguintes frases:
-
Eu já... fui internado.
Eu nunca... desisto de qualquer coisa que gosto.
Eu sei... que nada é para sempre.
Eu quero... ser feliz.
Eu sonho... com meu escritório de advocacia bem sucedido.
-
4) Indicar cinco blogs para participarem da brincadeira
-
-
Os dois blogs que me presentearam com os selos acimas, dentre outros, são blogs que gosto realmente de acompanhar todos os dias ou sempre que posso.
-
Nunca imaginei que seria tão prazeroso ler e escrever aqui. Tem sido um passatempo muito gostoso e já gosto de muitas pessoas que infelizmente nem conheço pessoalmente.
-
-
RONDO DO CAPITÃO
-
Bão balalão, Senhor Capitão
Tirai este peso
Do meu coração.
-
Não é de tristeza
Não é de aflição:
É só esperança, Senhor Capitão!
-
A leve esperança
A aérea esperança...
Aérea, pois não!
-
Peso mais pesado
Não existe não.
Ah, livrai-me dele,
Senhor Capitão!
-
SECOS E MOLHADOS

segunda-feira, 9 de novembro de 2009


20:47

Eram 20:47 de domingo...
Eu entro apressado em meu carro e ela entra logo atrás.
Um beijo de despedida e uma lágrima de seus olhos mareados... seguido de um abraço forte e aconchegante, suficientes para uma semana inteira de separação.
Ela sai, eu faço o retorno e sigo até o final da rua onde viro a direita seguindo meu rumo...

Às 21:05 eu estou na estrada, escura, e batendo de frente com o vidro dianteiro do meu carro surge uma forte chuva que assusta, mas agradável ao mesmo tempo.
Ligo o som que já estava alto e a música é Shoot To Thrill, com batida marcante, no compasso da chuva.

De repente um estrondoso trovão, daqueles que acendem o céu escuro por quase dois segundos. Lindo! Maravilhoso! Espantoso! E a chuva segue forte de frente ao meu carro.

Os trovões não descansam, mas passam a dar um tom de tranquilidade, o céu continua a explodir em raios de claridade, como uma chuva de rojões. Enquanto isso uma música se acaba, e outra começa, My Friends... me acalma... bela homenagem... pra quem tem...

A chuva não descansa um só segundo e eu sigo atento, apesar da calmaria, sozinho, mas protegido pela lataria, com os olhos bem abertos... com os ouvidos bem acompanhados... Led Zeppelin ao vivo...

O telefone toca... eram quase 21:48... eu ganho boa noite e um pedido de casamento a longo prazo... Eu te amo! surge ao telefone... E dez minutos depois eu chego em casa em paz... na paz dos Deuses dos Trovões... com seus raios de luz capazes de incendiar um céu inteiro apagado... que descansa na paz do Universo...

DANIEL BEDOTTI SERRA

sexta-feira, 6 de novembro de 2009


COXA E SOBRE COXA

Olhos mareados que se cruzam
Como se duas ondas pudessem se olhar
Frente a frente
São a força do mar

Quando se tocam ambos se derretem
Tudo se mistura
Ele entra nela
E mais dele ela pede

Naquele toque o mundo descansa
Nada mais importa
Nas nuvens ela dança

Ele a ama
Ela o ama também
Ele a agrada
Ela o agrada também
Ele a merece
Ela o merece também
Ele não dança
Mas ela o entende tão bem

Forças diferentes vindas do mesmo lugar
Da mesma essência solar
Mais parecido com um deslizamento de terra
Que sempre retorna ao lugar

Na paz absoluta de Deus
Lá eles ganharam um lugar
Abençoados pela força divina
Pelo poder de saber amar

DANIEL BEDOTTI SERRA

=)
"Amor é você
Você e eu
Amor é saber
Que nós podemos ser"

JOHN LENNON

quarta-feira, 4 de novembro de 2009


SELOS...

Obrigado pelos selos que recebi nesses últimos meses e gostaria de dizer que nunca os respondi por realmente não saber direito como funciona isso, então vou indicar 5 blogs que visito todos os dias e que gosto muito e vou avisá-los da existência desses selos.
-
Não sei se é bem assim que funciona, mas é de coração.
-
01 - O Arabe
http://www.ohassan.blogspot.com/
-





DE MAIOR RELEVÂNCIA...

... é saber que se para você eu não sirvo mais, para alguém eu vou servir.
-
Se você, aos meus olhos, não servir mais, para alguém você servirá.
-
E isso é uma verdade que sempre seguirá, enquanto os dias forem dias e as noites forem noites.
-
Como entitulou Kurt Cobain na primeira música do seu melhor álbum de estúdio, o In Utero, Serve The Servants (Sirva os Serventes).
-
É um ciclo normal.
-
E se cada um souber lidar com isso, por mais difícil que seja lidar com a independência alheia, cada coisa seguirá o seu caminho normal, sem interferência e em paz.
-
Eu segui o meu.
-
DANIEL BEDOTTI SERRA

segunda-feira, 2 de novembro de 2009


FINADOS

Já postei algumas vezes essa poesia que fiz para alguém muito especial que se foi em 2004. E no dia de finados nada mais justo do que dedicar a ele já que passo tanto tempo escrevendo besteiras aqui. O Palmeirense mais Palmeirense de todos os tempos.
JOSÉ BEDOTTI.


MEU QUERIDO ZÉ

Por onde tu andas meu querido Zé?
Debaixo dos braços do Senhor?
Em casa, tu deixastes teus pertences
E durante um tempo um pouco de sua dor.

No café da manhã sinto sua falta
Na hora do almoço falta um prato na mesa
De tarde sua cama está vazia
Mas de noite sua alma nos corteja

Você saiu sem ao menos poder se despedir
Talvez seja esse o meu motivo de mágoa
Não poder agradecer por tudo antes de você partir
Mas dizer que, um dia, essa saudade a gente mata

Você morreu para viver eternamente
Em alguma das moradas do Senhor
Caminhando com os pássaros livremente
E isso alivia minha dor

Hoje sabemos que estais bem melhor
Caminhando pela luz e buscando a sua merecida paz
Jamais esquecerei do nosso último encontro
Onde você me recebeu dizendo: “Você por aqui, rapaz?”

Ainda vejo seus olhos azuis quando me olho no espelho
Fico imaginando você passeando pelas "Palmeiras" em outra dimensão
Torço pra que um dia todos nós nos encontremos
Em algum Natal no meio do século XXI, em uma nova reunião.

Meu querido Zé, agora é hora de se despedir
Eu vou para os meus afazeres e você faça os seus por aí
Quem sabe essa noite eu não tenha uma nova visão?
E possa, de novo, receber a sua bênção

Jesus, eu lhe entrego meu Avô
Nunca o deixe sozinho, ele não merece sentir dor
Olhe por sua alma e ilumine seu caminho
E assim eu vou embora, sem preocupações e tranquilo.

Daniel Bedotti Serra
06/02/2007

sexta-feira, 30 de outubro de 2009


MAIS UM CICLO SE VAI...

Dos doze ciclos anuais que temos, esse talvez seja o mais importante para mim. Estou vivendo um ano de concretas mudanças (PRA MELHOR), e apesar das dificuldades que apareceram à minha frente, eu as superei e as absorvi da melhor maneira, transformando lágrimas em poesia, dor em músicas anestésicas, chuva em reflexão, agressões em uma fortaleza que é capaz de barrar uma bala de canhão das facções criminosas brasileiras e paz em conforto espiritual.

Minha casa me protege daquilo que me machuca fisicamente, enquanto minha mente me direciona para o lado onde o meu coração manda. Ele que dirige a minha vida, e a mente obedece.

Minha família vem a mim nos meus momentos de dificuldade, assim como a Mãe Maria vai até o McCartney em Let it be.

Paz e Amor!
Esperança!

Por alguma razão que desconheço estou fazendo uma postagem aqui como se estivêssemos no mês de dezembro. O ano passou rápido e eu entrei no rítmo dele. Tantas coisas, tantos momentos, tantos aprendizados. Alguém aprendeu comigo?

DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 28 de outubro de 2009


HOJE MEU DIA AMANHECEU MAIS FELIZ


Ainda ontem antes de dormir
O astral leve e gostoso que me rodeava
Deixava transparecer o renascimento ocorrido em duas almas
Almas separadas, mas unidas
Separadas, mas uma só
Como prova de que tudo valeu a pena

De que cada pedra atirada
De que cada lágrima derramada
De que cada palavra maldita
Construiu um castelo sólido
Com cimento constituído por amor

O amor construiu
Escreveu certo por linhas tortas
Pra nunca mais esconder o amor
Pra fazer JUSTIÇA a esse amor
=)
Hoje faz um ano que estamos juntos
E eu escrevo isso no meu momento
Onde meu blog torna-se um diário
E eu estou feliz como em anos não me sentia

Obrigado e PARABÉNS!!

Amor
União
Respeito
Saudade
Amizade
Dignidade
Cumplicidade
=)
PARA TODOS NÓS!

DANIEL BEDOTTI SERRA

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

????

Esse tempo só me trás mais saudades da minha outra parte que desceu o litoral.



EL REY

Eu vi El Rey andar de quatro

De quatro caras diferentes
E quatrocentas celas cheias de gente.

Eu vi El Rey andar de quatro
De quatro patas reluzentes
E quatrocentas mortes...

Eu vi El Rey andar de quatro
De quatro poses atraentes
E quatrocentas velas feitas duendes.

SECOS E MOLHADOS

sexta-feira, 23 de outubro de 2009


UM SONHO PRA DIZER

Não tem mais porquê viver nesse lugar
O tempo que já foi bom parece não voltar
O que posso fazer além de chorar e rezar?
Pra que alguém me ouça e possa me ajudar

Procuro muito ouvir algo que tentam me falar
Que sempre existe alguém que não pára de se preocupar
Um dia desses sonhei com palavras de algum lugar
Uma voz dizendo alguma coisa pra me consolar:

“Mesmo que não seja fácil, fácil, não
Mesmo que não tenha espaço pra ganhar seu ganha pão
Mas que eles se lembrem de dar ao menos um nome e um lugar e o direito de ser cidadão”

Um sonho pra dizer aquilo que preciso escutar
Que sempre existe alguém que nos vigia pra nos ajudar
Uma palavra sincera e a alegria de volta no olhar
Um pouco de esperança que nos faça levantar

“Mesmo que não seja fácil, fácil, não
Sempre erga a cabeça pro espaço e abaixe os joelhos no chão
E peça sempre pra ele te olhar seja aqui ou em outro lugar que ele mostra um caminho então”

Eu sou você hoje
Amanhã ele é você
E todos seremos um só
Seremos apenas um só

Eu sou você hoje
Amanhã ele é você
E todos seremos um só
Seremos apenas um sol

DANIEL BEDOTTI SERRA
04/03/2005

quinta-feira, 22 de outubro de 2009


E POR FALAR EM CARNAVAL...
#
...já que nossa política e seus corruptos não deixam de ser um, eu deixo uma música maravilhosa de uma banda maravilhosa (talvez a última grande banda nacional até o momento).
#
EU AMO ESSA MÚSICA E LETRA.
=)
=)=)
=)=)=)
TODO CARNAVAL TEM SEU FIM

Todo dia um ninguém José acorda já deitado
Todo dia ainda de pé o zé dorme acordado
Todo dia o dia não quer raiar o sol do dia
Toda trilha é andada com a fé de quem crê no ditado

De que o dia insiste em nascer
Mas o dia insiste em nascer
Pra ver deitar o novo
#
Toda rosa é rosa porque assim ela é chamada
Toda Bossa é nova e você não liga se é usada

Todo o carnaval tem seu fim
Todo o carnaval tem seu fim
E é o fim, e é o fim

Deixa eu brincar de ser feliz
Deixa eu pintar o meu nariz
#
Toda banda tem um tarol, quem sabe eu não toco
Todo samba tem um refrão pra levantar o bloco
Toda escolha é feita por quem acorda já deitado
Toda folha elege um alguém que mora logo ao lado

E pinta o estandarte de azul
E põe suas estrelas no azul
Pra que mudar?

Deixa eu brincar de ser feliz
Deixa eu pintar o meu nariz

LOS HERMANOS