quarta-feira, 5 de maio de 2010


ESCOLHAS, PAZ & TRANSMUTAÇÃO 

Eu programei o desprogramado para proteger o desprotegido.
Desatei nós que me seguravam no mesmo lugar, sem deixar eu caminhar para frente.
Eu enfrentei a opinião pública para encontrar o verdadeiro amor.
A opinião pública estava errada! 
E mesmo que tenha caminhado por linhas tortas não deixei de buscar todos os dias a perfeição. E nada como caminhar dia-a-dia, buscando o melhor, nunca desistindo.
A perfeição não existe!

Modelos pré-fabricados de conduta, robôs programados para sempre fazer a mesma coisa estão fora de cogitação na minha vida.
Eu não tenho medo!
Assim como posso me aprisionar, eu posso me libertar, e de novo me condeno, mas saio feliz pelas escolhas que fiz.
Eu não me arrependo!!!

DANIEL BEDOTTI SERRA

13 comentários:

Chica disse...

Isso é bom!Saber soltar as amarras que nos incomodam e partir, nem que seja pra recomeçar! abração,chica

.ana disse...

gostei da determinação.
eu tb sou meio assim... vou pela minha cabeça, e azar o que os outros pensam. [se eu me ferro depois, a culpa é só minha. e eu assumo.]
;)

beijos!

EU SOU NEGUINHA disse...

determinação...eis o que você é,menino simpatico...
beijos em ti

prafrente disse...

"eu não me arrependo"...nem eu !!!
O nosso caminhar pela vida é feito de tentativas e erros...mas sempre buscando a perfeição.A opinião pública é feito pelo senso comum onde abundam os estereótipos.A sociedade é um sistema aberto que se rege por leis explícitas ou implicitas.Cada cidadão é um subsistema que deve se regular pelas normas comummente aceites para que o sistema funcione de maneira "harmoniosa".Sempre que um subsistem(ocidadão) "transgride"as normas, o sistema (a sociedade)faz auto correção (critica, discrimina, abandona, aponta o dedo...).
Mas são sempre aqueles que ousam desafiar o sistema que fazem o mundo avançar.

Abraço de Portugal

[ rod ] ® disse...

Essa sonoridade 'Eu programei o desprogramado para proteger o desprotegido.' agrada-me por ser exata. Todas as programações evoluem ao longo dos anos e mesmo na escura perfeição, somos atraídos pelas convenções ineficazes de futuro.

Abs meu caro!

Anne Lieri disse...

Daniel,sempre nos faz bem fazer o melhor que podemos,mesmo que esse melhor não seja visto pelos olhos dos outros!Texto profundo e muito bonito!Sempre é um prazer te ler!Abraços,

Anônimo disse...

esse blog é péssimo

Luciana Lís disse...

Tava pensando em Durkheim, 'quanto maior um organismo, mais complexo ele será'. E nesse emaranhado que é a vida e todos os seus caminhos com pedras, liberdade mesmo, inicialmente, é saber o que se quer. E vestir a camisa!

Texto muito forte, muito bom Daniel!

Te desejo fé.
Beijo

Simplesmente Outono disse...

Saudade dos teus olhos sobre minhas letras. Espero por tua visita, ansiosamente.
Com carinho e folhas secas.
Simplesmente Outono.

Sofia Carvalho disse...

Vim cá ter por acaso e gostei do que li...volatrei mais vezes
Abraços

Mônica disse...

Daniel
LIndo poema, para ser lido toda vez que nos desanimarmos. Es a força do otimismo!
com carinho MOnica

Menina Misteriosa disse...

Se a perfeição existisse, em parte, estaria, aqui, em suas palavras!
Beijo!

Jaqueline disse...

Gostei do poema.. Me fez lembrar uma musica do Nando Reis:

"Depois de pensar um pouco ela viu que não havia mais motivo e nem razão e pode perdoá-lo.
É fácil culpar os outros mas a vida não precisa de juízes a questão é sermos razoáveis.
E por isso voltou pra quem sempre amou mesmo levando a dor daquela mágoa
Mas segurando a sua mão sentiu sorrir seu coração e pode amar como nunca havia amado.
Mas como começar de novo se a ferida que sangrou acostumou a se sentir prejudicada?
É só você lavar o rosto e deixar que a água suja leve longe do seu corpo o infeliz passado.
E viveram felizes para sempre, estavam livres da perfeição
que só fazia estragos."

E viva a imperfeição né?!?!?!