segunda-feira, 5 de abril de 2010


PARA BODDAH

Eu era adolescente quando partiu. Tinha apenas 15 anos recentemente completados. Sabia pouco da vida, e a vida sabia pouco sobre mim. Eu estava em busca de conquistas, como: Da primeira namorada; Da primeira banda. Coisas desse gênero. E nessa época, eu também tinha meus heróis. Tinha aqueles que eu gostaria de ser um dia, com a idade que tenho hoje.

Eu nasci no mesmo dia que ele. Em 20 de fevereiro, mas eu era mais jovem. Exatamente 12 anos mais jovem. Mesmo assim ele foi cedo demais. Dono de uma banda que ajudou a mudar a história da música, o NIRVANA (que nome irônico se comparado ao fim do seu mentor - este a quem me refiro nesta postagem/homenagem).

CEDO DEMAIS!!!

Não quero lembrar de coisas ruins, apenas lembrar que fez parte da minha vida em minha adolescência. Com sua morte, parte da minha adolescência morreu junto, e eu amadureci um pouco mais, pois perdi algo em minha vida e tive que buscar outra coisa para suprí-la. É assim que amadurecemos, não? Pois é, logo, ele fez parte da minha vida, SIM

Para você, KURT COBAIN.

*BODDAH - Amigo imaginário que Kurt Cobain tinha na infância. Quando se suicidou deixou uma carta e o título da carta era "Para Boddah"

DANIEL BEDOTTI SERRA

20 comentários:

O Árabe disse...

Bela homenagem, Daniel! E você está certo: é assim que amadurecemos, sim. :) Meu abraço, boa semana!

Cadinho RoCo disse...

Pessoas e momentos que marcam nossas vidas.
Cadinho RoCo

Lilianne Mirian' disse...

- Boa Lembranças e Pessoas Tocam o Coração!

beiijoo'

Andrea disse...

Me deu uma curiosidade de conhecer este moço. Eu sou uma negação para musica.
Vou procurar mais tarde na internet.
Mas o que importa é que queria lhe dizer que TUDO PASSA. E a nossa história continua com outras pessoas passando por ela e nos encantando.
com carinho Monica

Anne Lieri disse...

Daniel,muito comovente seu texto!Pessoas que marcam profundamente nossa adolescencia e se vão,fazendo com que nos sintamos um pouco orfãos!Muito lindo texto e homenagem!Bjs,

Chica disse...

Linda e emocionante homenagem,.Que coisa,não? um abração,chica

Solange Maia disse...

lembro desse dia também Daniel... e de ter ficado chocada com a maneira como aconteceu... lembro de ter ficado pensando, pensando, pensando... e confesso, para algumas partidas, por mais que eu pense, não consigo entender...

resta-nos as lições e, neste caso em especial, a herança : a incrível música e história !!!!


beijo grande

tossan disse...

Rapaz, bela homenagem! Você escreveu o que estava dentro da tua alma no momento. Bravo! Abraço

Sarah Slowaska disse...

É. As pessoas nos marcam, e algumas delas não imaginam o quanto...

Bonita homenagem!
Um beijo, Daniel. Boa semana!

Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Existem algo ou alguém que nos marca profundamente. Pode ser uma pessoa distante e também aquela próxima de nós.
Grandes são aqueles que nos tocam de verdade. Independente de como.

Abraços, meu irmão....

Márcio Vandré disse...

Nirvana é uma banda muito boa que ajudou a criar a minha personalidade. Também devo um salve ao Kurt.
Um abraço!
E digo, acertou a música do meu post. É dos Beatles mesmo! Valeu!

Simplesmente Outono disse...

Acabo de linkar você.
Assim acompanhar tuas palavras será muito mais fácil.
Tenha uma linda noite.
Com carinho, Simplesmente Outono.

EU SOU NEGUINHA disse...

Menino...quantas coisas nos marcam,nao?
Vc me fez lembrar do passado..
Beijos em ti

Eu Reflexo d'Alma e Meus Reflexos disse...

Que lindo espaço vc tem aqui!
Vim passear e ja sei que voltarei.
Gosta de Rimbaud é?
E Nietz?
Vou adorar que passe no meu canto de poesia.
Bjins entre sonhos e delírios

J. disse...

Ele não teve essa importância toda pra mim, mas achei bonita a sua sensibilidade.

Beijo.

Fa menor disse...

No que perdemos amadurecemos um pouco! E as lembranças fazem parte do caminho.

Boa continuação das festas Pascais!

Beijinhos

. fina flor . disse...

as pessoas que admiramos ou amamos sempre partem cedo demais, não importa a idade que tenham ;-)

beijos, querido e boa semana

MM.

Wilson Torres Nanini disse...

Kurt foi um antídoto para a antipoesia do tédio. Era um ritual de desnervamento. Justa, bela homenagem, meu caro! Abraços!

Déia disse...

Linda homenagem!
Pena esses caras não suportarem o peso...

bj

Heloísa Vilela disse...

Linda homenagem, Daniel.
Embora eu não ter vivido os anos 90, me tornei fã do Nirvana por me identificar com as letras, e com o Kurt também.
Achei justa e merecida a sua homenagem.
Bjs