quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009


PISCIANO AFOGADO

Eu queria sumir desse meio
Está tudo poluído e eu estou me afogando nesse mar estragado
Como bom pisciano que sou eu preciso enxergar senão eu me perco
E quem repara em mim me vê desajustado

Inconsciente pra esse tipo de consciência
Que há muito foi aqui instalado
Desse lado da cerca
Eu me sinto chicoteado

Retratando num quadro a minha ilusão
Que sempre me deixou em pedaços
Cacos que sempre testaram meu coração
Agoniado

Meu temperamento não tem sido analisado
Pois meu lado inseguro continua iluminado
Iluminando o que há de ruim em mim
Fases sim, fases não, não costumo ser assim

O ser consegue estragar o que de mais bonito existe
A paz
E ele mesmo, se diz impotente, e como um telespectador assiste
E nada mais faz

Olhos que de repente deixam de ver
Estagnados
Não se faça sofrer
Viva anestesiado


DANIEL BEDOTTI SERRA
09/2008

2 comentários:

Victor disse...

oo brother, não precisa nem dizer quem é. Fique a vontade, vo adicionar o seu tbm, acredito que não tenha problema, certo? Conheci seus pais, muito gente boa. Abraço!

googler disse...

able556
bay582
nit5489
pastor6475
ream6243