domingo, 25 de janeiro de 2009


TEQUILA

Eu não bebo tequila, mas não vou negar que na velocidade da vida, me sentindo livre, me vejo correndo com uma cerveja na mão. Com tequila não dá, quem me conhece sabe o porque. O título dessa postagem foi sugestão de um querido amigo. Mas enfim, no final, tudo dá na mesma, porque o amor que você dá é o mesmo que você recebe.

Liberdade, vontade de fazer o que quiser, na minha linguagem eu definiria assim essa palavra caso pedissem para eu participar do dicionário.

Num primeiro momento a gente se desespera, mas num segundo momento você toma as rédeas da sua vida e conduz ela como bem entender, e como diria minha mãe, são nesses momentos que a gente recebe uma força extra de um lugar que não imaginamos que existe, e toca sua vida adiante.

Sei lá porque, mas essa música me eleva, e me tira do sério também hehe.

Com certeza não tenho nada para dizer aqui!


AUTO-ESTRADA PARA O INFERNO

Vivendo fácil, vivendo livre
Uma entrada para a temporada em uma rua de mão única
Sem pedir nada, me deixe em paz
Pegando tudo em meu caminho
Não preciso de razão, não preciso de rima
Não tem nada que eu prefira fazer
Descendo, hora da festa
Meus amigos vão estar lá também

Estou na auto-estrada para o inferno

Sem sinais de "pare", sem limites de velocidade
Ninguém vai me fazer reduzir a velocidade
Como uma roda, vou rodar
Ninguém vai me sacanear
Ei Satã, paguei minhas dívidas
Tocando em uma banda de rock
Ei mamãe, olhe para mim
Estou no meu caminho para a terra prometida

Estou na auto-estrada para o inferno
Não me pare
E eu vou descendo, descendo até o fim
Estou na auto-estrada para o inferno


AC/DC

Um comentário:

ju mancin disse...

\o/ I´m on the hiiiigway to heeell! \o/

that´s the spirit, Dani!

...living easy, living free...
...asking nothing, leave me be!...

...I don´t need reason, I don´t need rhyme...

L.ouvadoS.ejaD.eus que nos deus Anugus Young!!! rs