terça-feira, 26 de agosto de 2008


NA SUA FALTA...

Tire minha foto da estante, eu não pertenço mais a esse lugar.
Jogue fora meus presentes, eles nada têm a significar.
Me apague da sua vida como se eu tivesse sido algo ruim.
E não se esqueça de esquecer meu telefone porque nos momentos difíceis você liga para mim.

Depositei em você todos meus sonhos, não esperava que desse jeito fosse acabar.
Eu não tive uma segunda chance, na primeira você fez questão de me deixar.
Para onde foi todo aquele amor que parecia nunca acabar?
Até hoje não entendo os argumentos que você tentou por diversas vezes me explicar.

Antes de você, já existia um "homem invisível" dentro de mim.
Mas depois de você, o personagem virou realidade, se aflorou e tomou conta de mim.
Não sei se depois de tanto tempo é a hora certa para te culpar.
Mas se aqui se faz, aqui também se paga e infelizmente a sua hora vai chegar.

Não entenda essas palavras como uma "praga" sendo jogada em você.
É apenas o demônio que existe dentro de mim insistindo para eu não te entender.
O meu Anjo da Guarda já veio até mim e suplicou para eu não te culpar.
Mas o meu demônio as vezes é mais forte e faz de tudo para eu não te perdoar.

Não te perdoar por ter me deixado sozinho.
Não te perdoar porque eu tinha certeza que você ficaria eternamente no meu caminho.
Não te perdoar porque nem sempre a gente pode entender.
Não te perdoar porque era com você que eu queria viver.

Sua voz era música para os meus ouvidos.
Seu sorriso fazia com que meu dia difícil tivesse sentido.
Seu rostinho lindo era colírio para os meus olhos.
Qualquer gesto seu mexia comigo e me tirava do ócio.

Na sua falta, aprendi muitas coisas enquanto minhas lágrimas eu tentava secar.
Uma delas é que Felicidade é coisa rara então temos que aproveitar.
Outra é que o Tempo pode demorar mas sempre sabe o que está fazendo.
E por fim, que perdi pessoa mais importante na minha vida e Graças a Deus você não está morrendo.


Quanto egoismo da minha parte Senhor.
Será que tudo isso que sentíamos era mesmo amor?
Até quando vamos insistir em viver como se fôssemos donos de alguém?
Livre-me dessa obsessão Senhor, em nome do Pai, do Filho, do Espírito Santo. Amém.

Deus, me perdoe por não conseguir entender que nem tudo na vida é como eu gostaria que fosse.
Que as vezes as pessoas passam pela gente e se desfazem como um doce.
Eu espero sinceramente entender que tudo é um aprendizado.
E que minha evolução não depende da dela, pois do contrário ficaríamos estáticos.

Siga seu caminho meu amor.
Não fique magoada comigo, nunca desejei que sentisse qualquer tipo de dor.
Tentarei apagar a chama desse coração que ainda está ardendo.

E seguirei meu caminho perseverantemente mesmo que sofrendo.

DANIEL BEDOTTI SERRA
28/04/2007

3 comentários:

Emotional HC disse...

amiguxo, sou emo e amei seu blog.

xauuuu

Milene Assis disse...

Muito lindo, parabéns.

"deixa em paz meu coração, ele é um pote até aqui de mágoas".

você tem msn?

Beijinhos =-8

Priscila disse...

Olha, acho que isso ai que vc sente, muitos sentem, mas só vc conseguiu coloca-lo no papel...
Ficou lindo seu poema...