segunda-feira, 16 de junho de 2008



É como se algo de repente tomasse conta de mim
Tenho certeza disso porque sei que não sou assim
Mas cabe a mim e a ela apenas entender
E buscar algo novo antes do próximo amanhecer


Tem coisas que a gente simplesmente não entende, elas acontecem e quando você olha para trás já deixou toda uma sujeira, a casa toda quebrada para ser arrumada e cada vez é mais difícil arrumar. Sai caro. Dá prejuízo!

Ao mesmo tempo que isso ocorre comparo essa situação ruim a de um peito cheio de catarro, onde para você melhorar você tem que cuspir todo o mal que existe dentro de você.

São fases de mudança!

Alguma razão existe!

Sinto que algo não quer deixar as coisas ficarem bem.

Mas você, meu querido inimigo, não vai junto comigo não.


Daniel



3 comentários:

raTo! disse...

ow mano, refaz este texto e troca o catarro por alguma outra palavra, puta q nojo, ahahha.

aproveitando, belas palavras que vc escreveu sobre o meu poema.

é bem isso q vc falou, para cada ação uma reação, hehe, e a minha reação está na mente, pronta para ganhar a liberdade, basta apenas acontecer uma ação.

depois precisamos trocar idéia!

abraxxx,

Cáh disse...

Como já disse uma vez...acredito que o mais importante não seja entender, e sim aprender a conviver com diferenças...!!
Mas no fundo a gente sempre se entende de uma certa forma.!

Adorooooo vc xuxuzinhu...!!

continue a nadar...!!!

=D

BeijOOOOOOOOOOO!

Mayara Hopp disse...

Dani, acredito que vc esteja passando por mudanças, adaptações... e por isso tanta confusão, mas acho que logo passa! vc tem que ser forte e corajoso.
Eu te amo e to contigo!
Bjao