terça-feira, 1 de abril de 2008

O HOMEM INVISÍVEL
-
Porque minha tristeza nunca chega ao fim?
Acho que existe um anjo triste perto de mim.
Secando e destruindo meu amor.
Amor esse que eu pensei em dar a você como uma flor.
-
Algumas chances eu sei que desperdicei.
E pra piorar, a derrota é mais forte do que qualquer coisa que já almejei.
Você chamou minha atenção desde o primeiro momento que te avistei.
E meu coração se derreteu e assim me apaixonei.
-
Mas porque razão me apaixonar se pra você eu sou invisível?
Há tempos não sei o que é ter a força e ser invencível.
O máximo que eu consigo é ser “o amigo”.
O homem invisível, é assim que mais uma vez eu me sinto.
-
Será que sou um adulto mas que pra certas coisas esse adulto não amadureceu?
Será que me tornei um cara traumatizado porque depois do meu último “tombo” meu coração endureceu?
O gosto de te conquistar ficou amargo e diante de tudo minha alma adoeceu.
Porque com minhas falhas você não ajudou, mas infelizmente aquiesceu.
-
Porque será que tão cedo você desistiu?
Você não reparou nos sinais desde o primeiro momento em que me viu?
Há muitos séculos eu estou a contemplar a sua luz.
Parece que só eu lembro do passado e ao me ver nada te seduz.
-
Talvez não seja hora de jogar a culpa em você.
Talvez eu não esteja bem e por isso você não possa me ver.
Primeiro, é a mim que tenho que cuidar.
E depois tornar em sua direção para poder te reconquistar.
-
Apesar desse sentimento que me aflige, sei que um dia, essa falha em meu espírito irei corrigir.
Enquanto isso não ocorrer, cegos profetas voltarão para dizer que não devo desistir.
Que devo manter a chama acesa de um coração que ainda está batendo.
Que não devo desviar meu caminho e por fim, devo esquecer esse sofrimento.
-
Amparado nesses ensinamentos, ou melhor, nessa muleta, destruirei essas “marcas” com a certeza de um final feliz.
O “amigo conselheiro” não deve ser visto como um erro, mas sim como um grande aprendiz.
Depois de todo aprendizado, como um bom pisciano eu irei emergir.
E o homem invisível, pra você meu amor, deixará de existir.
-
DANIEL
04/03/2007
Poesia publicada na primeira edição do Jornal Chega São Paulo

6 comentários:

Mayara Hopp disse...

ta bom!
agora vamu começar a fazer umas letras mais pra cima?
auhahuahuauhauh

zuera xixi, zuera mas eh serio!

ja li esse no blog antigo... nao kero comenta de novo ahuahuahuahuhu

bjundinha!

Bururuna disse...

ah meu deus
isso nao esta me parecendo coisas q uma pessoa que terá somente coisas positivas e otimistas postaria em seu blog!
coisa pra baixo isso.. como se no mundo existisse somente 1 pessoa, q vc só pudesse amar 1 vez.. sei la..
me corrija se eu estiver errada..
mas concordo com a may..
vamos começar a escrever coisas mais pra cima..
vc ta entrando em contradição com seu post d ontem...

e não é pq vc ta virando putao q vai fica assim..
hauhauahua

(L)

Beijosssssssssss

Daniel disse...

Tenho que contestar.

Aprendam uma coisa sobre mim:

Eu vivo constantemente apaixonado pelas coisas e pessoas, e pelas mulheres que conheço. Então eu não deixarei de escrever sobre isso. O meu blog foi feito não pra falar sobre meu estado de espírito diário (apesar que faço isso às vezes) mas sim pra mostrar meus textos, músicas e poesias. E isso que vcs leram é uma poesia que fiz ano passado, e ela retrata os sentimentos daquele momento e não do atual. E que por mais que essa pessoa seja otimista ela tb sofre, isso não é entrar em contradição com o post de ontem. O que eu disse ontem é que pretendo não falar mais nada contra mim mesmo, tipo me rebaixar, ser melancolico ao extremo. Então não pensem que eu mudei de opinião de ontem pra hoje pq nada mudou.
E mais uma coisa, eu sou o cara que mais me apaixono e deixo de me apaixonar que vocês conhecem. Pode ter certeza disso. Eu vivo com meus sentimentos aflorados.
Entendeu Bruninha?
Te adoro
Beijossssss

raTo! disse...

mano, já falei pra carol e estou falando pra vc agora, preciso conversar com vcs hoje!

ainda bem que não tenho pós, se puder ser com uma breja, melhor ainda.

abraxxx.

. Cáh . disse...

Ja tinha lido...!!!
concordo com o dani...!!!
acho q. o blog é dele e ele escreve oq ele quiser porra...!!

UHAUHUHAUHAUAHUAHUHUAHUAHAUHA

BeijOOOOOOOOOOs Daniiiiiiiiiii!

Anônimo disse...

Bonitão poético
aonde você se esconde?