terça-feira, 9 de agosto de 2011


PÁTRIA QUE NOS PARIU

Oh, pátria amada.
Que alimenta o sonho alheio.
Que enche os olhos de ilusão.
Que permite a prostituição.
Que permite o corrompimento.
Que permite o rompimento da educação.
Crescemos prostituídos!
Somos um grupo de eternos mendigos vivendo uma vida em vão.
Filhos de uma corrupta nação.
Vivemos na pátria que nos pariu.
Pátria amada, Brasil!

DANIEL BEDOTTI SERRA

5 comentários:

llesan disse...

Muito bom o poema.

Abraços

Solange Maia disse...

Daniel...

essa mesma pátria nos permite, por um outro lado, encontrar uma gente irreverente, com sede de justiça, com fogo nos olhos, com garra... e com esse talento como é o teu caso... !


beijo grande, e obrigada pelo carinho lá no "Eucaliptos"... me comoveu, viu ?

Eduardo Medeiros disse...

como sempre, visceral. lembrei de cazuza.

brasil, mostra tua cara!

abraços

Evanir disse...

Querido Daniel ..
Eu não esqueço de você meu menino
e lindo em todos os sentidos.
Um amigo muito especial ,poeta sem igual,musico e Dr:Daniel.
E hoje já liguei para um advogado em Sampa.
Amigo estou com um problema com meu plano de saúde.
Daniel imagina você ,que o meu plano de saúde esta rescindindo meu plano eu não sei o que fazer.
Um dia lindo para você beijos no coração,Evanir.
Tem vindo no Guarujá??

Mônica disse...

Daniel
Eu vivia em conflito quando estava chegando os sete de setembro.
Porque me dava uma vontade de não falar nada.
Ou falar o que escreveu, mas depois eu pensava e inventava um jeito de dizer o que era Patria para meus aluninhos de 10 anos..

Voce está igualzinho meu irmão Renato. Eu fiquei com as pastas, fotos e cartas e as fiz porque minha cunhada não queria elas na casa delas. E o meu irmão apixonou por cada uma.
Então estão comigo.
Ele ama o passado e antepassados e antiguidades.
Hoje passei a tarde no hospital com tio Nelson.Imagine que pra completar tia Lourdes caiu e machucou a perna.
com carinho Monica