quarta-feira, 14 de outubro de 2009


UM SENTIDO EM OUTRA DIREÇÃO...

Fiz como diz a letra da música abaixo
E não me arrependo
Porque estava rasgando meu passado
E colando os pedaços de modo invertido
Criando um novo momento

Buscando algo melhor para o meu futuro incerto
Como a chuva que surge de repente
Como o sol que nos esquenta quando nosso coração está gelado
Como a força do vento

Um novo homem em uma nova cartada
O velho e o novo
Hoje muita coisa faz sentido
Outras nem tanto
Ainda há máscaras

Deixo que as lágrimas escorram
Pelo ralo da pia mais imunda
Como o sangue que escapa da ferida sem aviso prévio
Para isso não há médicos
*
Assim desafogo o nervoso
Fazendo da dor as minhas preces
Minha esperança renasce
O rancor endurece
*
DANIEL BEDOTTI SERRA
*
"Eu só sei que sei de tudo ou quase tudo"


SANGUE LATINO

Jurei mentiras e sigo sozinho
Assumo os pecados

Os ventos do norte não movem moinhos
E o que me resta é só um gemido

Minha vida, meus mortos, meus caminhos tortos
Meu Sangue Latino
Minha alma cativa

Rompi tratados
Traí os ritos
Quebrei a lança
Lancei no espaço
Um grito, um desabafo

E o que me importa é não estar vencido
Minha vida, meus mortos
Meus caminhos tortos
Meu Sangue Latino
Minha alma cativa

Ney Matogrosso
Composição: João Ricardo / Paulinho Mendonça

18 comentários:

Walkyria Rennó Suleiman, disse...

Deixei um mimo procê no meu blog.

Márcio Vandré disse...

É interessante fazer isso.
Recortar o passado e aproveitar o bom dele.
E com os remendos, costurar um novo presente e consequente futuro.
Muito bem, é assim mesmo!

Sobre a letra, acho que está inerente no modo como agimos. Seja pelas mentiras que contamos, ou pelos períodos que passamos sozinhos.

"Mas o importante é não estar vencido"

Inclusive, é uma das minhas preferidas.

Um abraço, cara!

Andrea disse...

O Importante é só manter as coisas boas dentro deste futuro incerto que todos nós temos, embora as coisas ruins ficam de não erros à frente.Rasgar o passado, e criar lindos e maravilhosos momentos...

Eu ainda me inspiro, e coloco alguns rabiscos meus no blog...rs

abraço!:)

Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Rasguei meu passado e escrevo um novo futuro. Ele pode ser incerto mas não me arrependo de nada do que fiz.

Bela postagem. Vc me ajuda sem saber.

Abs

Laís de Ponte disse...

Oiiii!!!! =))

Com certeza, passarei eu seu blog em muitas outras vezes!!! ^^
Gostei daqui!!

Aliás, vc é músico e advogado?!?!?!
Que DEMAIS!!! Eu tô cursando Direito, muito legal...e tenho uma leve queda por arte!
=)

Ah, então vc conhece Araras???? É uma cidade pequena, mas tem lá seu charme! ahauahuaaaaaaa

Por último: muuuuuito bom esse post!
gostei, gostei! =)

Beijão!

Mônica disse...

E o que me importa é não estar vencido.
Eu tenho mania de escrever partes de livros que gosto ou poemas e estrofes de poema.
Hoje guardo esta para pensar. E quanta coisa iria descobrir

Herdei do papai o gosto por aniversarios.
Mas faço de 10 em 10 anos grandes comemoraçoes. OUtras vezez gosto de ir ao Rio na Colombo ou de ficar por aqui mesmo sem complicar.
Nos meus 40 anos vou mostrar, nos meus 50 o ano passado foi uma bondade. Vou mostrar também.
Está pertinho é dia 6 de novembro. Vamos ficar por aqui pois depois de uma grande viagem uma sombra fresca é otimo.
Com carinho
sua amiga Monica
Minhas irmãs e eu iremos para Nova York quarta feira;

. fina flor . disse...

uau, a ilustração combinou perfeitmente com o poema ;-)

beijos,

MM.

. fina flor . disse...

ah, obrigada pela visita, volte sempre que quiser!!!!

Chica disse...

Muito legal,Daniel!Esse mexer no passado, olhar pra tudo, chorar, desafogar, tudo isso é preciso pra depois, seguir em frente.abração,tudo de bom,sempre!chica

Cris Teles disse...

É sempre tempo de reinventar!!
Adorei o post!!
;)
Beijos,
Cris

Anne Lieri disse...

Daniel,poesia muito linda,sensivel alma!A musica que segue é um pouco do que precisamos fazer de vez em quando:romper com tudo e recomeçar!Adorei sua postagem!Abraços.

prafrente disse...

Por detrás da nossa aparente normalidade se escondem lutas incessantes e ás vezes tão dificeis de ultrapassar. Quando não fazemos o "luto" pelas nossas "perdas", elas se acumulam e acabam se transformando em fastasmas que nos perseguem até á loucura.
Mas tem razão quando diz ser preciso manter um alto nível vibracional.O problema é que isso não se compra na farmácia.É preciso encontrar a cura dentro de nós mesmos...e não é fácil...ás vezes dá vontade de desistir...

Um abraço de Portugal

Prity disse...

Bem forte esse texto. Se for uma fase, lembre-se que todas fases passam. beijos !

Lilianne Mirian' disse...

- Post IntensoO... Cheio de sentimentos..
Mesmo que por vocÊs no texto pareça triste..
Sempre é e há tempo de recomeçar e reinventar..
E eu adorOO lER VOCê.

bEIIJOS'

Bia Maia disse...

Queridíssimo Daniel!!

ARRASOU!!!!!!!!!!!!

Concordo com cada palavra que escreveu aqui...já vivi isto, já senti isto na pele ...

E nada melhor do que LAVAR a ALMA...

E eu aprendi que devemos CHORAR sim, olhar bem de frente para a nossa DOR, sentí-la , e depois mostrarmos quem é que é o dono de quem...e finalmente...ela vai embora...

E esta música, acredite voc~e ou não....é um dos HINOS que REGEM a minha vida!!!AMOOOOOOOOOOOO!!

"Jurei mentiras e sigo sozinho
Assumo os pecados"


"E o que me importa é não estar vencido"

Beijos em você...

E..."Amarelo? NÃO!!!!!"

Biazinha

Solange Maia disse...

Daniel,

Você me faz pensar....
Sempre.

Ah... bela escolha da música... adoro.

beijo grande

Jeany disse...

Uma hora ou outra sempre temos que passar por essa situação.

Estamos em evolução contínua!

PS: gosto muito de seus comentários!!

Beijos

Bela disse...

"Não sei onde estou indo, mas sei que estou no meu caminho" - Raul.
Lindo seu texto. Como linda é a vida dos dispostos.
Abraços moço ;)