sexta-feira, 25 de março de 2011


O ÓBVIO

O óbvio é tão chato.
Praticar sexo é tão óbvio.
Gostoso mesmo é ter o desejo e a confiança de alguém para praticar o amor.

Praticar a caridade é praticar o amor.
Praticar a paciência é praticar o amor.
Praticar a amizade é praticar o amor.
Praticar o respeito é praticar o amor.

Praticar a música é praticar o amor.
Praticar a leitura é praticar o amor.
Praticar a honestidade é praticar o amor.
Praticar o trabalho é praticar o amor.

Praticar o carinho é praticar o amor.
Praticar o cuidado é praticar o amor.
Praticar o impulso é praticar o amor.
Praticar o esporte é praticar o amor.

Praticar a alimentação é praticar o amor.
Praticar a relação é praticar o amor.
Praticar a educação é praticar o amor.
Praticar o sossego é praticar o amor.

Praticar a família é praticar o amor.
Praticar a floresta é praticar o amor.
Praticar o animal é praticar o amor.
Praticar o vegetal é praticar o amor.

Praticar o perdão é praticar o amor.

O óbvio é impraticável!!

DANIEL BEDOTTI SERRA

6 comentários:

Mônica disse...

Daniel
Este poema vou colar na minha agenda.
Um dos mais belos poemas que li este ano.
Amei.
com carinho Monica

Tatá R. da S. disse...

Amei o poema.
Primeira vez aqui e já gostei muito.
Infelizmente poucos enxergam isso.
O amor precisa de muito mais que o óbvio.
=*

Non je ne regrette rien: Ediney Santana disse...

tudo é tão chato quando tudo tem hora marcada para acontecer

tossan® disse...

É ÓBVIO meu caro, É ÓBVIO...Abraço

O Árabe disse...

Muito bom, Daniel! Viver... é praticar o amor. :) Meu abraço, boa semana.

Anônimo disse...

Extraiu amigo, a singularidade de tudo do implaticavél