terça-feira, 15 de setembro de 2009


UNIDOS VENCEREMOS

Eu tenho revolta mas não sou revoltado. Tenho amor mas não sou obcecado, nem possessivo. Tenho inveja mas não sou invejoso. Tenho ódio mas não odeio. Tenho compaixão mas não sou cego. Eu sou tudo isso mas sou muito mais do que isso porque eu sou um espírito, sendo assim, sou eterno. Sou parte de um todo e nós todos somos um só.

Adormecer e acordar. Sorrir e chorar. Felicidade, mas de uma hora para outra entristecer. Ser depressivo mas ter vontade de viver. Viver é difícil mas estamos aqui para isso. É necessário e temos benefícios também.

Enquanto o corpo descansa o espírito se liberta. Tem sua vida independente da nossa. Ele sabe tudo, mas nós estamos apenas conhecendo, aprendendo. O mais intrigante é que somos a mesma pessoa. Corpo físico e espírito, duas coisas que são uma só. Como isso é possível? Não sei, mas ao mesmo tempo somos consciente e inconscientes. Sabemos tudo numa determinada hora e na outra já não sabemos mais. Por isso prestem bem atenção em seus sonhos porque eles trazem informações do nosso espírito, do nosso plano espiritual.

Por fora somos apenas carne, e essa carne apodrece porque temos um limite aqui na Terra. Mas na verdade somos eternos, mesmo que daqui a 100 anos ninguém saiba da nossa existência terrena. Seremos apagados aqui. Mas seremos eternos no Universo. Isso tudo me confunde mas mexe com a minha curiosidade e faz com que eu tente entender mais do que posso, mais do que sou capaz.

Mesmo sob os efeitos da vida terrena, do medo, da raça, da religião, da posição social e da nacionalidade, temos muitas coisas boas aqui também, como as plantas, os animais, o ar, a terra, a água, o fogo, as pessoas que nos cercam. Já as emoções (medo, ciúmes, inveja, amor, ódio, revolta, compaixão) as vezes nos traem por não sabermos controlá-las e elas existem justamente para que possamos aprender a dominá-las. Temos que enfrentar nosso medo, nosso desespero. Isso não é fácil mas é possível e faz crescer.

Auto-controle é tudo num mundo onde estamos crescendo, buscando sabedoria. Confie sempre no seu instinto porque quando o homem surgiu na Terra ele era ignorante e fraco, e sua única defesa era seu instinto protetor. Só isso ele tinha naquela época, mais nada. Ele era burro mesmo, mas o tempo foi passando e o homem foi evoluindo, foi adquirindo inteligência, e continuou com seu instinto. Por isso confie no seu.

Acredito que nem Deus contava com tanta inteligência assim. Não sei, mas com certeza ele não gostaria de ver seus filhos clonando pessoas e animais. O homem é ambicioso demais.

E no meio dessa ambição, muitas vezes ocorrem grandes tragédias, e é nesse momento que temos que refletir, para mudarmos. Desavenças também servem pra que a gente reveja diversos conceitos impregnados a nossa pessoa. Tudo tem um significado. Nada é em vão. Nada é por acaso. Tudo se aproveita. Tudo se recicla.

Enquanto o ser humano não perceber que somos todos um só, a humanidade não vai crescer porque somos todos uma única energia que deve caminhar unida e enquanto uma dessas energias (espírito) falhar, todas falharão. É a mesma coisa que dez pessoas estarem tentando puxar uma corda pro lado esquerdo e no meio desses dez, dois estarem puxando pro lado contrario, mas sem saber, de maneira inconsciente, e enquanto os outros oito não os ajudarem a corda não vai chegar ao objetivo traçado. Por isso devemos sempre nos auxiliar, porque somos um só. Eu sou você hoje, amanhã ele é você e todos seremos sempre um só. Todos seremos um sol. Uma luz.

Temos que caminhar juntos e auxiliando aqueles que não o conseguem fazê-lo, por ter mais dificuldade. Quem nunca teve dificuldade em algum momento da vida? Quantas vezes nossos pais ou outra pessoa responsável pela gente não nos ensinou como fazer as coisas quando pequeno? Ou mesmo quando adultos? Ninguém nasce sabendo, só que uns tem mais facilidades que os outros. Uns são mais desiguais que os outros.

“Unidos venceremos”. Esse é o lema, mas essa é a questão também, e enquanto o homem estiver preso a conceitos pré-estabelecidos, ele não evoluíra.

Já dizia o nosso querido Raul “eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”.

Obs: Primeiro parágrafo inspirado no livro “Vai amanhecer outra vez” de Ricky Medeiros.

DANIEL BEDOTTI SERRA
02/02/2007

10 comentários:

Wagner Kern Velasques Jr. disse...

Olha, Dani.
Vc me disse que te inspirei com minhas palavras. Aqui repito as suas palavras e digo que tenho no meu pensamento que estou unido a você de uma forma muito especial. Você é meu irmão de jornada, você é meu anjo-amigo. Concordo e acredito muito nos seus pensamentos.
Estou com você. Belo pensamento.

Abs

Jeany disse...

NEM me fale de AUTO-CONTROLE!

Adorei o texto todo! Me identifiquei com muitas partes!

Digamos que eu sou uma típica pessoa "onda do mar", rs!

Tenho minhas idas e voltas! Tenho ciúmes, mas não sou ciumenta! Tenho vida, mas muitas cinzas em mim!

Beijão

Bia disse...

Somos um tanto quanto complexos, não?... um único ser humano guarda dentro de sim um universo. Vivemos esbarrando nossos universos nos dos outros.
Guardei uma frase simples de um filme nacional que assisti recentemente:
_ viver é difícil porque todos têm as suas razões.
O filme: De Passagem.

Somos nós, os outros e todas as circunstâncias. Como a agradável que te fez me visitar. Gostei.

Um beijo.

Anne Lieri disse...

Daniel,seu texto de hoje me serviu em muitos aspectos!Vesti a carapuça!...rsss...Quantas vezes não falei demais por impulso?Quantas vezes já não odiei por um momento sem desejar o mal?Controverso,mas pegou na veia!Adorei!Abraços,

Cris Teles disse...

Compreender, aceitar e desempenhar nosso papel na vida é fundamental, pois somente nós somos capazes de interpretá-lo. E aprender a SER e a CONVIVER será fundamental para que possamos viver em harmonia e aceitar que JUNTOS SOMOS MUITO MAIS!!

Mônica disse...

Este texto eu queria também escrever, do jeitinho que escreveu sem mudar nada.
Voce tem além de talento uma facilidade para interpretar a vida.
Gostei muito. Vou salvar, ainda não aprendi a salvar no meu computador , mas vou perguntar para minha irmã Andrea.
Quanto ao jogo adorei saber.
Nós temos um parente Formiga que era jogador do santos e depois foi treinado na Aranbia saudita na decada de 50.
Com carinho Monica

Diário de uma paulistana disse...

Nossa Dani!
Fez pensar. Mexeu com a alma, espírito!
Gosto de textos assim!

Saudade de você!

beijokas
se cuida

Chica disse...

Puxa,Daniel! Um texto pra arrasar, mexer com tuuuuudo! Somos complicados mesmo, temos em menos de 10 minutos, vários sentimentos e isso, sem parar pra pensar. Estamos precisando mais dar a mão ao invés de estendê-la para receber... Muito lindo. Parabéns!abração e tudo de bom,chica

Batom e poesias disse...

Retribuindo a visita e gostando muito da tua casa.
Música é uma das minhas facetas de "metamorfose-paranóica-ambulante".
Ótimo texto.
Um beijo
Rossana

Edu disse...

Belo blog, e sobre temas que me sao muito proximos.

Bem quanto a soundgarden que dizer...é unico e superunknown descreve me bem dai usar esta foto.
Abraço