terça-feira, 14 de abril de 2009


PHIL SPECTOR - LOUCO OU GÊNIO? CULPADO OU INOCENTE?

O produtor musical norte-americano Phil Spector foi declarado culpado nesta segunda-feira pelo homicídio da atriz Lana Clarkson. O crime ocorreu em 2003, na mansão de Spector em Los Angeles.

O júri apresentou o veredito após cerca de 30 horas de deliberação que finalizaram o julgamento de mais de cinco meses. A sentença final será dada no dia 20 de maio. Spector, 69, pode passar o resto da vida atrás das grades.

De acordo com a promotoria, Phil Spector tem um histórico de uso irresponsável de armas de fogo e violência doméstica. O argumento dos advogados de defesa era de que Clarkson teria cometido suicídio.

Com uma carreira de mais de 50 anos, Phil Spector é um dos produtores mais importantes da história da música pop, com um currículo que inclui discos de artistas como Beatles (incluindo trabalhos solo de John Lennon e George Harrison), Tina Turner, Righteous Brothers e Ramones, entre outros.

No início dos anos 60, Spector revolucionou as técnicas de gravação. Sua sonoridade cheia e potente, apelidada de "parede sonora" marcou as dezenas de singles de sucesso que produziu durante o auge de sua carreira, entre 1961 e 1965, utilizando especialmente grupos vocais femininos, como The Ronettes e The Crystals.

Fato curioso sobre Phil Spector ocorreu durante as gravações do álbum End Of The Century dos Ramones, onde o mesmo chegou a forçar os membros da banda a gravarem o álbum com uma arma apontada para eles, caso não fizessem como desejava.

Produziu também o último álbum dos Beatles, Let it Be, trabalho que não agradou o baixista da banda, Paul McCartney, enquanto John Lennon, anos mais tarde do fim da banda, declarou à uma entrevista para a revista Playboy que ficou satisfeito com o trabalho do produtor.

Provavelmente passará o resto de seus dias na cadeia, por ser um ser humano cheio de falhas, mas como profissional me parece que superou as expectativas, mesmo com sua cara de louco.

Foto: Lennon e Spector na gravação do álbum IMAGINE
Fontes: Música uol / Wikipédia / E eu mesmo (Daniel)

Um comentário:

manzas disse...

Nos lençóis de seda em mar sereno
Tocam os dedos de um sol madrugador…
Desperta o planar de uma gaivota
No desabrochar de uma fina flor

Desamarro das margens do rio
Batel pintado com cheiro de jardim…
Redes enleadas no engodo do amor
Veste-se tímida a manhã num cais de cetim

Um resto de uma boa semana
Na rota dos sonhos!
Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-