domingo, 1 de abril de 2012


ME CHAMA

Chove lá fora
E aqui tá tanto frio
Me dá vontade de saber...

Aonde está você?
Me telefona
Me Chama! Me Chama!
Me Chama!...

Nem sempre se vê
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!...

Tá tudo cinza sem você
Tá tão vazio
E a noite fica
Sem porque...

Aonde está você?
Me telefona
Me Chama! Me Chama!
Me Chama...

Nem sempre se vê!
Mágica no absurdo
Mágica no absurdo
Mágica!...

Nem sempre se vê!
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!...

Nem sempre se vê!
Mágica no absurdo
Mágica no absurdo
Mágica!...

Nem sempre se vê!
Lágrima no escuro
Lágrima no escuro
Lágrima!...

LOBÃO

4 comentários:

Bárbara Lopes disse...

Oi!
Tava dando uma olhada em uns blogs e parei para ler o seu. Gostei muito dos textos!
Se quiser, dá uma olhada no meu!

O Árabe disse...

Sabe, Daniel? Eu gosto um bocado dessa música! Ah... acho que você vai gostar do nosso post desta semana. Meu abraço, boa semana!

Mônica disse...

daniel
Eu também gosto desta musica e do cantor Lobáo.
com amizade e carinho de Monica
feliz Páscoa
Quantos ovos já comprou?
Os meus afilhados cresceram ,mas...
com amizade e carinho de Monica
feliz Páscoa

Por que você faz poema? disse...

Clássico absoluto,
em solitárias noites de chuva
o telefone pode até nao tocar,
mas, certamente,
sei que canção tocará na minha alma.