quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

JOGO SUJO

Limitados e inteligentes. Inocentes e indecentes. Foras da Lei e Conservadores. Com um senso de protesto que não existe, apenas em suas pobres cabeças enganadas. Cabeças vazias, por tantos anos sem leitura. Por tantos anos vivendo na besteira do sorriso enganador. Aquele que te diz que a vida é brincadeira e que ela pode nos levar. Sim, ela pode nos levar, para qualquer lugar, menos para aquele em que queremos estar.

Deixe estar!! Sim, deixe estar, quando não há nada mais a fazer, quando a vida não te apresentar mais nenhuma solução, a não ser esperar. Do contrário, lute a luta. Vença, se possível, com lealdade, sem o jogo sujo, sem esfaquear pelas costas.

Esfaqueador e galanteador. Ainda sinto as feridas cicatrizarem. Tentando juntar duas partes de uma só pele, duas partes de uma só dor, separadas pelo buraco imenso da trairagem.

DANIEL BEDOTTI SERRA 

8 comentários:

Leka disse...

Cara esse texto foi demais!
Tava inspirado quando escreveu...Hehehe!

gostei do trecho: "Deixe estar!! Sim, deixe estar, quando não há nada mais a fazer, quando a vida não te apresentar mais nenhuma solução, a não ser esperar. Do contrário, lute a luta. Vença, se possível, com lealdade, sem o jogo sujo, sem esfaquear pelas costas".

O que tem de gente traíra por aí...

bjuuus!
http://guerradosmundosleka.blogspot.com/

Leka disse...

Se vc permitir gostaria de postar esse trecho no meu blog e claro que colocarei a sua autoria e o link do teu blog!
Me diz tua resposta num comentário no meu blog se tu aceita!
bjs e paz!

Leka disse...

Se vc permitir gostaria de postar esse trecho no meu blog e claro que colocarei a sua autoria e o link do teu blog!
Me diz tua resposta num comentário no meu blog se tu aceita!
bjs e paz!

Vanessa disse...

Adoro teu jeito de escrever. você é claro, sem rodeios e principalmente fala o que muitos queriam mas não tem coragem de dizer... Concorco plenamente com tuas palavras Daniel... Estamos diante de um imenso jogo sujo... Agora temos que lutar para sair dele com o mínimo de feridas possível ou então, com feridas que sirvam de lição para nós! Abraços!!!

Daniel disse...

E temos de sair dessa luta com lealdade também. Não gosto de sujeira. Sempre que vejo, recolho, não costumo jogar embaixo do tapete ou na cara dos outros.

Valeu...

Mônica disse...

Daniel
Eu escrevo e nem leio muitas vezes com receio de apagar tudo se reler. As vezes até os erros vão.
Será o que escrevi?
Mas se voce gostou não escrevi nada de errado.
Este texto eu adorei a expressão Deixe estar!
Ela diz tudo!
Um beijo nas meninas!
com carinho mOnica

Mônica disse...

Daniel
Estou de volta porque eu estava comentando os amigos do blog anterior e agora vi que comentou no novo.
Eu estav esqucendio de lhe dizer que não estou entrando no orkut porque tem umas coisas esquisitas escritas nele que não sou eu.
estou esperando andrea vim de Oliveira para consertar.
então não entro de medo e também nem sei começar.
E os escritos/?
Eu escrevo como se fosse cartas para alguem.
E tenho um monte de respostas e fico muito feliz .
Mas minhas cunhadas acham que não devo contar tanto...
Mas por enquanto não tenho problemas
E sonho um dia recebe-lo com as duas garotas lá em casa no interior na beira da piscina.
E Sâo paulo nao é longe de Santo Antonio do Amparo.
e só seguir direto.
Quando tiver férias. Venha!
E só nos avisar .

Boo disse...

Oh, good!