segunda-feira, 17 de janeiro de 2011


...

Um sorriso... um lampião!
Nossa, há quanto tempo eu não ouvia essa palavra... Lampião!
Não estou falando do Rei do Cangaço, mas, sim, da simples e antiga luminária.

Me deu saudades de objetos antigos.
Talvez seja pelo fato de que ainda não fazemos parte do futuro, mas sempre fizemos parte do passado, por um dia termos passado por algum lugar que ficou em nossa memória, como os objetos que nos marcam e que ficam para trás. E o lampião é um desses objetos que raramente se vê. Eu mesmo não vejo um há uns bons 20 anos.

Luz...

DANIEL BEDOTTI SERRA

9 comentários:

Leka disse...

Nossa vendo teu post me fez lembrar daquela feira na "praça quinze" no centro do Rio de janeiro onde vi alguns desses modelos de lampião!
Hehehe!

bjuuus!

O Árabe disse...

Sabe, Daniel? Eu também tenho saudade... do tempo dos lampiões! :) Boa semana, meu abraço.

olhar disse...

saudades de estar aqui!
tudo o que me remete ao passado é muito bom...tenho em casa um lampião muito lindo, muito antigo, e que dentro coloco uma vela, e de vez em quando, apago todas as luzes e o acendo...

beijos e boa semana, Daniel!

Bia

prafrente disse...

Daniel, ainda sou do tempo em que não havia luz elétrica na minha aldeia; aí a gente comprava petróleo na loja mais próxima para colocar no lampião.Ele servia para iluminar a casa e até para iluminar a àgua correndo dentro do milho quando era preciso regar a terra às 4 horas da manhã. Durante o dia outro chegava primeiro e regava.Já lá vão cerca de 40 anos...
Recordar é viver...

Abraço português

Jou Jou Balangandã disse...

Rsss, minha família tem uma casa em Furnas, e quando era pequena não tinha eletrecidade no local. Tinhamos um gerador, mas muitas vezes utilizavamos o lampião ... seu post me fez reviver uma parte do meu passado, obrigada.

Bjous

Mônica disse...

Daniel
Primeiro Estou em Santo Antonio do Amparo sem computador. Preciso vim aqui na lan house e sem minha irmã por perto não sei começar para entrar no orkut.
Vou ver se estes meninos aqui me ensinam.
Estamos em polvorosa.
Vamos receber a visita de minhas tias de Araxa e primos para o churrasco que meu irmão está oferecendo pro meu sobrinho que se está formando em engenharia civil.
a casa é grande mas não cabe tanta gente.
Voce está parecendo com a mame . estes dias ela quiz escrever( está escrevendo sua vida) sobre o monjolo que tinha na fazenda onde morou em pequena.
Procurou e n~çao achou o igual ao de sua infancia.
Lá também tinha lampião.
Deve ter algum nas coisas que vieram da fazenda quando meu irmão a vendeu.
vou ate ver se tem uma hora destas.
E enviar uma foto!
Beijos em todos e que Deus abençoe Lara.Deve estar fofinha e linda!
Um abraço da amiga MOnica
que está com saudades e sem tempo

Mônica disse...

Daniel
Primeiro Estou em Santo Antonio do Amparo sem computador. Preciso vim aqui na lan house e sem minha irmã por perto não sei começar para entrar no orkut.
Vou ver se estes meninos aqui me ensinam.
Estamos em polvorosa.
Vamos receber a visita de minhas tias de Araxa e primos para o churrasco que meu irmão está oferecendo pro meu sobrinho que se está formando em engenharia civil.
a casa é grande mas não cabe tanta gente.
Voce está parecendo com a mame . estes dias ela quiz escrever( está escrevendo sua vida) sobre o monjolo que tinha na fazenda onde morou em pequena.
Procurou e n~çao achou o igual ao de sua infancia.
Lá também tinha lampião.
Deve ter algum nas coisas que vieram da fazenda quando meu irmão a vendeu.
vou ate ver se tem uma hora destas.
E enviar uma foto!
Beijos em todos e que Deus abençoe Lara.Deve estar fofinha e linda!
Um abraço da amiga MOnica
que está com saudades e sem tempo

tossan® disse...

Os objetos antigos eram mais bonitos. Agora são feios e serão esquecidos logo. Abraço

Menina Misteriosa disse...

Seu texto me remeteu à vida tranquila do interior. Ao silêncio companheiro do campo.

Beijo

MeninaMisteriosa