sexta-feira, 8 de outubro de 2010


PORQUE?!?!

Por que razão o destino de uma pessoa é muitas vezes selado pelo destino de outra?

Como, por exemplo, quando pessoas que se dizem representantes do povo tomam nossas próprias decisões.

Como, por exemplo, quando um assassino tira a vida de alguém que não tem a mínima vontade de deixar seus filhos e seu marido para todo o sempre.

Como, por exemplo, quando um alguém que diz que ama tira toda a liberdade de seu suposto amor. Que amor é esse? Quem é capaz de amar com insegurança?

Liberdade!!! Com responsabilidade com o próximo.
Porque não?

DANIEL BEDOTTI SERRA

8 comentários:

Érica disse...

Eu me questiono muito também. Acho que o problema está no exagero, na paixão e na falta de controle, se todo mundo reconhecesse o espaço do outro, se o individualismo não fosse negado por tantos (ou por todos), talvez existiria o auto controle, o respeito a vida, ao amor, a liberdade e ao próximo.

Beijos

Luna disse...

como eu sempre falo.

'tu és eternamente responsavel por aquilo que cativa my ass'

acho essa responsa muito grande.

alguém se atrelar a ti, e te tornar responsável demais. vamos amar, mas vamos também ser livres.

Eduardo Medeiros disse...

OI Daniel, tudo bem?

"... quando um assassino tira a vida de alguém que não tem..."

Pergunta difícil de responder. E tem resposta certa????

Quanto à liberdade com responsabilidade é um bom rumo a se tomar.

abraços

*lua* disse...

Daniel querido, aqui ninguém realmente está a passeio, e tudo e todos estão instrínsecos em nossa alma ... fazemos sempre parte do todo e este, de alguma forma nos influencia a todo momento. Nós também influenciamos pessoas, mas o único cuidado a ser tomado é fazê-lo de forma positiva. A individualidade se resume a respeito apenas. Estamos aqui para entender que precisamos do outro, da mesma forma que eles precisam de nós, mas essa troca deve ser de amor. E quando infelizmente não é, de alguma forma (opinião pessoal, crença pessoal) os envolvidos possuem responsabilidade no fato ocorrido, por mais cruel que o seja. É uma concepção complicada de se entender, mas baseia-se no amor incondicional e perdão infinitos que devemos aprender a tê-los, através de uma fé, seja ela qual for! Beijo e ótimo fds!

Jou Jou Balangandã disse...

Ei Dani, passei por aqui pra procurar o post que vc falou e não encontrei...

Bjous

Ludmilla disse...

LIBERDADEEEEEEEEEEEEEE VIVA VIVA

Ludmilla disse...

ai eu realmente preciso de liberdade, tava ate debatendo isso na terapia que tao mais maluca vontade de libertação é essa qe eu tenho ?

Mônica disse...

Daniel
Eu não tinha visto este blog.
Onde fui ontem?
Liberdade é tão complicado.
Uma vez eu disse pras minhas amigas que não precisavam preocupar de avisar meus pais.Naquela época não tinha celular Meus pais nunca iam me procurar, ainda mais sabendo que estava com os primos.Porque eles nem davam noticia da hora que meus irmãos chegavam
Mas voce não acredita! Eles foram me procurar. Estavamos em um barsinho novo no aeroporto de Santo Antonio.
Eu quase caí da cadeira, pensando que tinha total liberdade!
com carinho MOnica