sexta-feira, 5 de março de 2010


LÁGRIMAS DE SANGUE

Me sinto completamente impotente quando te vejo sangrar
Sem ao menos poder estancar essas lágrimas de sangue que escorrem pelo seu corpo
E em questão de segundos, você se torna um MAR VERMELHO
E no meio desse mar vejo apenas dois olhos azuis tentando respirar.

Odeio essa expressão
Que representa a TRISTEZA na sua melhor forma de se concretizar
Eu me enfraqueço quando não consigo desatar os nós que mantém minhas mãos juntas e para trás
Me sinto neutralizado
Triste constatação...
ANESTESIADO!!!

Eu não tenho medo de pisar na sujeira
Basta me deixar pisar
Mas será que nessa sujeira eu posso pisar?
Será que essa sujeira eu posso limpar?
Será que posso cutucar essa triste e REMEDIÁVEL FERIDA?
=(
Não sou o Messias!
Mas sou seu IRMÃO, de carne, osso e coração
Estou sempre de prontidão para levar aos seus OLHOS MAREADOS, nesse mar vermelho cheio de sangue, as minhas mãos.

DANIEL BEDOTTI SERRA

25 comentários:

Anne Lieri disse...

Daniel,que lindo seu texto!É triste quando vemos uma pessoa querida assim,com essa expressão angustiada,vertendo lágrimas de sangue e não podemos ajudar!Como é ruim sentir-se impotente diante de uma situação!Seu texto está forte e muito comovente!Onde podemos ouvir seu som?Tem no You Tube?Abraços,

Luciana ~~¤° disse...

é triste ,mas acontece tanto .!

E essa mão amiga faz toda a diferença em situações como esta.

Parabéns pelo texto.

abraços.

Chica disse...

Sensibilidade é tudo e saber levar a palavra ou gesto amigo na hora certa é tuuuuuudo de bom!abração,lindo fim de semana,chica

tossan disse...

Isso que eu chamo de cumplicidade autêntica na hora H está ali pra o que der e vier. Belo texto.
PS: Quanto ao seu comentário lá no klic é o contrário...Não sou escritor, apenas brinco com as palavras para ilustrar as fotos...Rsrsrs..Abração

Triste Flor disse...

Adorei, que lindo que ficou, as vezes é assim, queremos carregar toda a tristeza dos outros, pq amamos e quando há amor, não tem que haver sofrimento... Ah, se pudessemos transferir as lágrimas, as dores...
bjus

Simplesmente Outono disse...

Meu paradoxo, muito prazer...

Sorrisos e lágrimas, algumas vezes ao mesmo tempo.
Superações e mágoas andaram de mãos dadas em sua maioria.
Desafios e surpresas nem sempre superados e tão agradáveis assim.
Infinitas dúvidas e certezas, uma perfeita e delicada simbiose.
Um pedido: que os melhores sentimentos simplesmente permaneçam onde estão.

Simplesmente Outono.

Mônica disse...

Se eu tivesse triste e lesse este texto seu iria ficar menos triste porque tinha a certeza de ter um amigo a quem desabafar
Com carinho Monica

Laís D'Ponte disse...

Ô, Daniel, que texto lindo...
=)

Mas, para uma pessoa com tamanha dor, um carinho e uma mão para segurar fazem total diferença!

Beijos e bom fim de semana!!!!!!!

prafrente disse...

Eu não consigo entender em toda a sua plenitude o sofrimento de uma criança...não consigo porque ninguém consegue entender uma dor assim, se não tiver sentido no corpo essa mesma dor...Não conseguirei jamais acabar com todo esse sofrimento infantil que grassa pelo mundo...mas posso lutar pelos seus direitos, jurídicos e sociais,posso denunciar quem maltrata uma criança, posso dar-lhe todo a meu amor possível para que ela sinta renascer a esperança e acredite na vida.Tenho enorme dificuldade em entender como é possível alguém vender, violar,matar...uma criança.

Agora sinceramente me "assusta" aquela imagem de uma criança com lágrimas de sangue correndo pelo rosto...

Abraço de Portugal...um país onde a chuva não para de cair...

ana wants revenge disse...

entao sorte de quem tem voce por perto.

cuide-se sempre, para cuidar de quem voce ama.

um beijo
.
.
.
ps. sincronicidade danada, hoje passei o dia escrevendo um trabalho sobre mark ryden, agora entro aqui e pimba! esse seu blog me assusta! :)
.
.
.

nova civilização disse...

linda expressão! o companheirismo e o amor que nos uni ao próximo auxiliando no caminhar!
gostei muito do texto!

beijinhos,

Gisele

Mari disse...

Olá! Visitando os amigos, coisa que nunca faço como deveria, vi seu recado. Penso que devemos fazer nosso melhor sempre, como amigo, como pessoa.
Li a poesia, me lembrei do terço das lágrimas de sangue de MAria.
Forte também, aliás, fortíssimo.
Um bom Domingo, amiga da amiga. mari!

Hosana Lemos disse...

'Sem ao menos poder estancar essas lágrimas de sangue que escorrem pelo seu corpo'

que sensação de impotência...
caramba, que texto intenso.

John Rômulo disse...

O seu texto é lindo e triste e dói fundo.
Estou dolorido por ela,ela me dói completamente.

Parabéns,escritor-poeta-homem
BRAVO!

Sun disse...

Que lindo, Daniel.
Partilhamos, ambos, deste instinto protector. Só estamos bem quando quem amamos é feliz. Quando isso não acontece, movemos o céu e a terra para mudarmos a situação. E ainda nos sentimos impotentes, mas essa sensação de impotência surge para nos mostrar que nem tudo está nas nossas mãos...E nós temos que nos conformar sem esquecer que conformar-se não é desistir. Se conformar é estarmos conscientes de que demos o nosso melhor, e acreditarmos que a solução aparecerá no momento devido.

Menina Misteriosa disse...

Triste, verdadeiro.
Entendo. Dói. Corta.
Um beijo

http://meninamisteriosa.wordpress.com/
http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

prafrente disse...

Obrigado por seu comentário no meu blogue...simples mas autêntico...protejamos as meninas de hoje para que sejam mulheres livres amanhã...
Um beijo para as mulheres do mundo inteiro para que este dia sirva para tomarem mais consciência da sua dignidade e do seu valor...cabe a si, como advogado, defender juridicamente os seus direitos...não vai com isso salvar o mundo mas dará o seu contributo.

Abraço de Portugal

paula barros disse...

Gostei do seu comentário no blog do Prafrente e vim olhar seu blog.

Gostei do seu texto, muito sentimento, passa cumplicidade.

paula barros disse...

Gostei de ler alguns dos textos aqui colocados, com muita reflexão, muita.

boa caminhada na vida!

EU SOU NEGUINHA disse...

gostei daqui,moço...posso ficar? rs
Beijos da nega

Mônica disse...

Daniel
De noticias,
Se não for incomodar
Com carinho Monica

Fa menor disse...

Porque será que o que é triste dá a mais bela poesia?

Está nas nossas mãos limpar o rosto do nosso irmão, da nossa irmã... mais ainda quando o seu olhar é de sangue.

Bjinhos

O Árabe disse...

Assim é, Daniel: as dores das pessoas queridas doem mais do que as nossas próprias dores! Meu abraço, boa semana.

bruno nobru disse...

eu sou a morsa

Jaqueline disse...

Eu me lembro de uma música do Leoni:
"Queria fazer milagres
Te dar alívio pondo a mão no seu peito
Limpar o céu dessas nuvens
E te entregar um dia perfeito"
Ah como um amigo faz tão bem...