quinta-feira, 23 de setembro de 2010



ALGUÉM TEM OUVIDOS??

Sabe, às vezes eu acho que é hora de largar mão.
Aceitar que não há mais nada o que fazer e que o mal vai prevalecer.

Eu me chateio, eu me desgasto, eu berro... mas quem me ouve??? NINGUÉM!!!
Nenhum filho da puta me ouve.
E são nessas horas que eu gostaria de viver recluso. Longe de tudo. Longe de todos.

Mas, pensando bem, eu não vivo sozinho, eu tenho quase uma esposa, eu tenho quase uma filha, e elas não estão paranóicas como eu estou. 

Será que eu sou o diferente?
Será que ninguém é como eu sou?

A diferença faz com que eu admire a mim mesmo, mas me faz pirar também. Eu queria ser como os outros. Rir das desgraças da vida e fingir-me de cego. Mas simplesmente não dá. Não dá!!!

Quanto mais eu tento, mais eu me decepciono comigo mesmo.

DANIEL BEDOTTI SERRA 

12 comentários:

Márcio Vandré disse...

Quem consegue cegar para as intempéries do mundo, morre com a pior solidão. A da alma e da paz de espírito.
Um abraço!

Márcio Vandré disse...

Leia-se: da falta de paz de espírito!

Prity disse...

Também sou assim. Umas das coiss que m eirrita é que não consigo ver televisão sem ficar incomodada. Eu vejo as apresentadoras falando: Morreu hoje um rapaz e em seguida sorrindo: Agora vamos falar de moda....Meu deusdocéu, será que só eu vejo o mundo desse jeito?

*lua* disse...

Daniel, obrigada por seu carinho de sempre, é me muito necessário.
As tuas inquietações são o grito de tua alma, que se desiquilibra no meio insalubre que vivemos. Mas teu desequilíbrio tem uma razão, a copiosa missão que seu espírito evoluído tem perante aos menos em tua volta. Então tens a brava lição de exercitar tua paciência e compreensão para os que precisam de sua luz, pois você vê os caminhos mais facilmente, pois eles são soprados pelos anjos que estão mais perto de ti, e resta-lhe pegar na mão, de quem muitas vezes quer te puxar para baixo, mas que tú deves ter força para levantá-lo para si. E quando sentires cansado, sente e converse com teu anjo, pois para ele é igualmente penoso estar aqui, com você! Beijo bem carinhoso!

prafrente disse...

há muitos como você...mas não têm coragem de assumir publicamente as suas raivas interiores e o seu apelo à mudança...

Um abraço de Portugal

Cris Teles disse...

As vezes é preciso simplesmente ter fé e entregar...
Onde há Deus, há paz!!!
Beijão

Luciana disse...

eu tbem sou como vc,mas o melhor eh fazer como a Cris Telles disse...
entregar a Deus.
O mundo ta de cabeca pra baixo e naum da pra ignorar isso.
Beijo beijo

Tainá disse...

eita Daniel! rsrs calma q isso passa! 'cuide de tudo q for verdadeiro, deixe tudo q não for passar'
beijo

Elisa no blog disse...

Daniel,
Faz tempo que eu não vinha aqui. Desde quando está preto? Antes era branco, vc por acaso é corintiano ou santita? rsrs

Acho que é o seu jeito ser assim. Vc é mais sensível, não aceita injustiças e coisas erradas. Lembrei de um sábio chinês que disse o seguinte: é preciso persistir na justiça. é isso que vai pertencer aos seus filhos no futuro. Mais ou menos isso. Isso foi há quase 2 mil anos atrás. Veja como há tanto tempo atrás, já havia gente que pensava como vc. E isso ficou na história, chegou até os nossos dias. Atitudes e pensamentos como os seus são muito importantes porque são verdades atemporais. Serão sempre verdade. Mas sei que elas doem no seu presente.
Vejo que meu blog está na sua lista ao lado, obrigada.
elisa

Laís P. disse...

Daniel!!! Bom ler-te novamente!!!!!!!
Um beijão, moço!!!!

tossan disse...

Rapaz! Estou me sentindo igual o que diz o teu ótimo texto, no meu blog escrevi que quero voar. Abraço

Eduardo Medeiros disse...

Não dá prá não ver. Não dá mesmo.Mas também não dá prá se render à morbidez e ao pessimismo crônico. Onde buscar o equilíbrio??

abraço