terça-feira, 12 de abril de 2011

MALDADE GRATUITA

Eu não sei...
E não tenho pressa em saber
Na dúvida, adormeço como um pequeno bebê
Me escondo...
Camuflado pelo profundo sono
Durmo cedo, completamente anestesiado
Bebo... sou safado
Cansado da maldade gratuita

DANIEL BEDOTTI SERRA 

7 comentários:

.ana disse...

andamos todos cansados da maldade gratuita. e, infelizmente, temos que aprender a conviver com ela.

;)

bjos!

Leka disse...

As vezes também tento me esconder...
bjs!
http://guerradosmundosleka.blogspot.com/

*lua* disse...

Safado??? rs ... vc conseguiu até dar um ar de graça a maldade ... isso que é talento! A sobriedade é o ato mais insano e corajoso, pois abre os olhos constantemente a maldade gratuita que nos rodeia diariamente. Gostaria eu de beber ... mas já abusei muito no passado, quando eu ainda não tinha estrutura alguma para receber tais energias negativas. Hoje também não as tenho muito, mas tb não tenho fígado muito bom para beber ... me restou dormir ...

Beijo

tossan® disse...

Também ando cansado das maldades gratuítas, mas nem todo tipo de safadesa é nociva Gostei muito! Abraço.

O Árabe disse...

Gratuita... muitas vezes, sim. Como a bondade, a maldade tem uma semente em nós. Cabe-nos escolher qual cultivaremos. :) Boa semana, meu abraço.

Eduardo Medeiros disse...

e ai, daniel, tudo bem?

olha, cara, eu "também não sei..."

abraços

Lucia Alfaya disse...

12 crianças mortas na escola... travesti com mais de 30? facadas... as mortes nossas de cada dia... também estou tão cansada de ver essa violência que parece cada vez mais crua, mais fria... me machuca assistir a tudo isso, a falta de gentileza, de afeto, de civilidade, de generosidade... Tem remédio?