segunda-feira, 23 de agosto de 2010


UMA ARMA ENGATILHADA

Um carro pode ser uma arma engatilhada em suas mãos.
Mata-se sem intenção. Crime culposo? Não mais, crime doloso!! Na prática de nada vale. Poucos são presos para servir de exemplo.

Não mate ninguém!!
Carro é apenas sua locomoção. Uma ótima locomoção, diga-se de passagem.  

Passagem aos apressados. Não perca sua razão por causa da tão pouco.

Não mate!!
Mate a si mesmo, mas não mate ninguém.

DANIEL BEDOTTI SERRA 

13 comentários:

Elisa no blog disse...

Daniel,
Há quanto tempo.
Aqui no Japão para tirar carta japonesa e passar no exame, tive que reaprender a dirigir. Fiz curso de direção defensiva. Agora dirijo com muito mais segurança.
Viajei e gostaria que vc visse meus posts sobre a viagem. Vc disse um dia que gosta de ver meu blog porque mostro lugares que vc provavelmente nunca vai conhecer. Isso ficou marcado para mim.
elisa

Chica disse...

Um grande alerta essa,Daniel!abração,chica

Mônica disse...

Daniel
Eu sei dirigir, mas sou péssima. Só aprendi a dirigir pra poder trabalhar nas escolas rurais por onde passei.
No restante vou de motorista.
E aqui em BH minha irmã me leva para onde eu quero ir. Meus irmãos gostariam que eu dirigisse aqui, que entrasse na auto escola , mas eu morro de medo.
Então só dirijo quando estou em Santo Antônio do Amparo e passo no mataburro muito bem!
Mas tenho tantas histórias, um dia eu conto dá até musica.

com carinho
Monica

*lua* disse...

Tantas coisas são dolosas, mas taxar como culposo é sempre mais confortável. Beijo Daniel

Cris Teles disse...

Parabéns pelo alerta..Se todos pensassem assim, seria maravilhoso!
Beijos

Marcio Nicolau disse...

Nem a si mesmo, nem a ninguém. Vamos preservar a vida!!!!

Obrigado pela presença no InterTextual.

Menina Misteriosa disse...

Arma que pode também tirar o bom humor, o jogo de cintura. Se não mata literalmente, mata as poucos. Sempre penso que tenho coisas melhores e mais importantes pra me preocupar e me estressar no trânsito não vale a pena.
Beijo

MeninaMisteriosa

Tainá disse...

Tema tão controverso pro nosso complicado direito né?

Daniel, adorei seu comentário, eu nem tava esperando nada daquele texto. Fiquei super feliz! Escrever definitivamente faz bem né.

E também faz bem perceber a inspiração que o filho que vem vindo está trazendo pra você!

Tainá

[ rod ] ® disse...

É a certeza de que irresponsáveis somos, mas não a ponto de destruir ninguém!

Abs meu caro.

Divulguei via TT o show...

Érica disse...

É. Certo. Pior não é nem mais beber, é a falta de paciência das pessoas. Como se a rua fosse de uma unica, e não de todo mundo.

Beijos

Luciana disse...

Com tantas imprudencias e estresses dos motoristas,foi uma bela escolha de texto Daniel.

F. Otavio M. Silva disse...

Concordo plenamente. Parabens pela iniciativa.

Eduardo Medeiros disse...

É incrível como algumas pessoas quando entram no carro acham que estão entrando na armadura do Homem de Ferro...

abraços