sexta-feira, 30 de dezembro de 2011



O MAIOR DE TODOS

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011


FANTÁSTICO 11

Durante o ano eu...

...comprei destilado e brindei com champanhe
...comprei veneno e bebi o vinho de Cristo
...comprei brigas e ganhei amigos
...comprei promessas e recebi carinhos
...comprei brinquedos e ganhei beijinhos

FANTÁSTICO

DANIEL BEDOTTI SERRA

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011


CLÁSSICO - 1978

terça-feira, 20 de dezembro de 2011


TRIÂNGULO AMOROSO

CataLisa e PrimaVera

DANIEL BEDOTTI SERRA

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011


1966

terça-feira, 13 de dezembro de 2011


UM PINTO JUVENIL

Descasco o ovo e sigo protegido...
Bem no calor do peito da Madre Superiora.

Ao andar, tropeço.
Então, recalculo meus passos e tento novamente.

Ao alçar vôo, declino como um projetista com um lápis na mão descendo rápido numa folha de papel.

Mas não, aqui não é um caderno com ilustrações bonitas sobre as minhas férias escolares, mas sim, a minha vida.

DANIEL BEDOTTI SERRA 

terça-feira, 6 de dezembro de 2011


TROVADOR

Um olhar carregado... um tanto sombrio...
Desgastado... Triste... Sonolento e febril...
Distante da realidade
Seguindo como águas de um rio

Inconformado com o futuro que o aguarda
Porque não vê o azul do mar ao final da tela
Os olhos não mais enxergam como um dia enxergaram
E o coração se desespera de forma um tanto precipitada

Não há precipício quando os passos são curtos
Não há morte quando ainda não há vida
Não há fim quando ainda há estrada a percorrer 
Não há desânimo quando ainda há crença

Não há suicida quando ainda há sorriso nos lábios
Não há desavenças quando dois não querem
Não há indiretas quando há diretas
Não há afastamento quando há conversa

Mesmo com a chuva recheada de trovões... (ela não deixa de ser linda...)
...o céu azul e o sol iluminado ainda existem.

DANIEL BEDOTTI SERRA

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011


QUANDO

Quando você se separou de mim
Quase que a minha vida teve fim
Sofri, chorei tanto que nem sei
Tudo que chorei por você, por você oh, oh, oh

Quando você se separou de mim
Eu pensei que ia até morrer depois lutei tanto pra esquecer
Tudo que passei com você, com você, com você
E mesmo assim ainda eu não vou dizer que já te esqueci

Se alguém vier me perguntar
Nem mesmo sei que vou falar
Eu posso até dizer ninguém te amou o tanto quanto eu te amei
Mas você não mereceu
O amor que eu te dei oh, oh, oh

Quando você se separou de mim
Quase que minha vida teve fim
Agora, eu nem quero lembrar
Que um dia eu te amei e sofri
E chorei eu te amei e chorei oh ooh oh

E mesmo assim ainda eu não vou dizer que já te esqueci
Se alguém vier me perguntar
Nem mesmo sei que vou falar
Eu posso até dizer ninguém te amou o tanto quanto eu te amei
Mas você não mereceu
O amor que eu te dei oh, oh, oh

Quando você se separou de mim
Quase que minha vida teve fim
Agora, eu nem quero lembrar
Que um dia eu te amei e sofri
E chorei por você eu chorei por você eu chorei... eu sofri...

ROBERTO CARLOS